Conecte-se conosco

Cidade

Polícia Civil instaura inquérito sobre o feminicídio seguido de suicídio registrado em Nova Serrana

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

No fim da tarde da última terça-feira, dia 09 de março, um feminicídio seguido de suicídio foi registrado em Nova Serrana. O autor, de posse de uma pistola 9mm, a qual tinha registro de posse, matou sua ex-companheira por se recusar a reatar o relacionamento.


Conforme informado pela Polícia Militar (PM), a guarnição foi acionada via 190, dando conta do fato ocorrido, e prontamente os militares se deslocaram até o local e imediatamente prestaram socorro a vítima, porém veio a óbito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Serrana.

Os militares ressaltaram que no local dos fatos também se encontrava o autor de 32 anos, que após ter atirado contra sua ex companheira cometeu suicídio com a arma de fogo, pistola Cal. 9mm.

A PM ainda observou “que não há registros policiais de violência doméstica entre os indivíduos”.

Segundo informado assim que acionada, a Polícia Civil de Nova Serrana instaurou inquérito para investigar o caso.

“Pelos levantamentos, o casal, que manteve um relacionamento por cinco anos, estava separado há menos de um mês, e hoje (terça-feira) o homem teria procurado a mulher, onde ela trabalha, na tentativa de reatar, mas como ela se negou ele efetuou disparos de arma de fogo contra ela”. Informou a PCMG.

Equipe da Polícia Civil, com delegada da Especializada de Mulheres, Dra. Karine Tassara, investigadores e perito estiveram no local dos fatos para os levantamentos.

É importante ressaltar que circulam nas redes sociais, informações relacionadas a um segundo suicídio, que teria sido cometido pela filha da vítima, contudo a Polícia Militar (PM) ressalta que não houve qualquer acionamento relacionado a esse fato.

FOTO: DIVULGAÇÃO PMMG

Mais lidas