Conecte-se conosco

Cidadania

Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica é lançada em Nova Serrana

Avatar

Publicados

em

Conforme dados divulgados pelo Escritório das Nações Unidas para Crime e Drogas (ENUCD) referente ao ano de 2018, no Brasil a taxa de mortalidade feminina é de 4 mulheres mortas para cada grupo de 100 mil mulheres. Essa média e 74% maior do que média mundial que conforma aponta o levantamento é de 2,3 mulheres para cada 100 mil habitantes.

Entre 2018 e 2019 cerca de 1,6 milhão de mulheres foram espancadas ou sofreram tentativa de estrangulamento no Brasil, enquanto 22 milhões (37,1%) de brasileiras passaram por algum tipo de assédio.

Dentro de casa, a situação não foi necessariamente melhor. Entre os casos de violência, 42% ocorreram no ambiente doméstico. Após sofrer uma violência, mais da metade das mulheres (52%) não denunciou o agressor ou procurou ajuda. Já os registros de feminicídio apresentaram um crescimento esperado, lembrando que em março a lei 13.104, conhecida como “lei do feminicídio”, que tipifica o homicídio doloso contra a mulher por sua condição de sexo feminino ou decorrente de violência doméstica, completa apenas quatro anos.

Nova Serrana

Em uma perspectiva mais local a situação não é diferentes, afinal conforme aponta a Tenente Clélia, do 60º Batalhão da Polícia Militar (BPM) em Nova Serrana, o número de casos também teve um crescimento entre o ano de 2018 e 2019, quando comparados o primeiro semestre dos dois anos.

Diante desse quadro nacional, que também é aplicado aqui em nossa cidade ações voltadas para o enfrentamento e prevenção da violência doméstica se mostraram necessárias, sendo assim um novo equipamento preventivo voltado para a prevenção da violência doméstica foi lançado em Nova Serrana na última semana.

Na manhã de sexta-feira, dia 16 de agosto, aconteceu a solenidade de lançamento da Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica – PPVD na cidade de Nova Serrana. O evento ocorreu no Auditório do 60º BPM e contou com a presença de várias autoridades do município.

O objetivo da nova patrulha é intensificar o patrulhamento estratégico em Nova Serrana, afim de evitar e coibir a violência doméstica, principalmente contra mulheres e crianças.

Conforme apontou a delegada regional de Polícia Civil, Drª Angelita de Freitas “Esse equipamento será de grande ganho para nossa cidade, ele atuará diretamente no enfrentamento a esse tipo de violência, de forma preventiva, ajudará as mulheres vítimas de violência a denunciarem a se sentirem seguras e irem até a delegacia para que seus direitos sejam preservados e elas possam enfrentar com nosso apoio essa situação”, disse a delegada.

Por sua vez o comandante do 60º BPM Ten. Cel. Wemerson Lino Pimenta, reforçou a importância da PPVD em Nova Serrana. “Sem dúvidas essa patrulha que tem um trabalho preventivo será um grande ganho para nossa cidade, por meio desse novo equipamento haverá o desenvolvimento de forma preventiva promovendo o enfrentamento e redução da violência doméstica”, disse o comandante.

Ainda segundo Ten. Cel. Wemerson Lino Pimenta, os agressores devem ficar atentos e não devem de forma alguma subestimar o trabalho que será intenso por parte da Polícia Militar “a patrulha é preventiva, mas quero deixar claro que o trabalho é sério. Quero deixar um recado aos agressores aos transgressores da lei, não brinquem com a Polícia Militar, não brinquem com a PPVD, ela é preventiva, mas vai atuar com força e de forma incisiva contra aqueles que cometem esses crimes, vamos agir com intensidade e seriedade e vamos combater aqueles que praticarem tal crime, esse é o compromisso de nosso batalhão em Nova Serrana então não brinquem com a Polícia Militar”. Afirmou o comandante.

Como acionar a PPVD

Conforme repassado pela Ten. Clélia, em Nova Serrana a PPVD atuará juntamente com a Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, contando nesse processo com a participação da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Centro de Referência e Atendimento a Mulher – Casa mais Mulher, Centro de Referência da Assistência Social, Secretaria de Saúde, OAB Mulher, entre outras instituições privadas e filantrópicas.

A União dessas instituições potencializa o serviço prestado na busca da qualidade de vida das mulheres vítimas e no combate a essa violência.

Contudo para que a população tenha acesso ao serviço três telefones estão diretamente relacionados as ações, são eles o Disque Denúncia Unificado – 181, telefone 180 na Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência e no próprio número da Polícia Militar 190.

A tenente no entanto ressalta a população que “caso estejam presenciando qualquer tipo de agressão contra a mulher, sendo ela física, ou emocional, as pessoas podem ligar diretamente no 190 pois imediatamente a Polícia Militar irá encaminhar uma unidade para averiguar e combater o fato e em seguida a PPVD entrará em atuação, após o primeiro risco já ter sido averiguado e atendido pela PM”, finalizou a tenente.

Cabe ainda ressaltar que estiveram presente no evento, além do prefeito municipal, Euzebio Lago, e o vice prefeito Nelson Moreto, o comandante do 60º BPM, Wemerson Pimenta e do comandante da 7ª RPM, Cel. PM Webster Wadim, o comandante do Corpo de Bombeiros em Nova Serrana Tenente Thales Gustavo, a Juíza da Comarca de Nova Serrana Dra. Cristiane Brito,  a Delegada da 5ª Delegacia Regional, Angelita Viviane, Presidente Interina da Câmara de Vereadores de Nova Serrana Terezinha do Carmo, deputado Estadual Fábio Avelar, o presidente da subseção da OAB em Nova Serrana Dr. Ezequiel Silas, a presidente do Conselho dos Direitos da Mulher, Jane Mara, da coordenadora da Casa Mais Mulher, Jassiara dos Santos, entre outras autoridades.

Mais lidas