Conecte-se conosco

Esportes

Onda Roxa: Governo de Minas indica proibição de futebol em Minas Gerais

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Os próximos 15 dias de pandemia deverão ser sem futebol, pelo menos essa é a orientação do Governo de Minas, durante a Onda Roxa do Minas consciente. E para quem imagina que a orientação é somente para o futebol amador, até mesmo o campeonato mineiro pode ser interrompido.


Segundo informado, o governo de Minas proibiu a realização de partidas de futebol de outros Estados em, território mineiro durante a Onda Roxa do Minas Consciente, instituída em todas as 853 cidade de Minas por Romeu Zema.

De acordo com o Secretário Estadual de Saúde,  Fábio Baccheretti  “seria muito incoerente a gente tomar uma medida tão dura, tão restritiva como essa que estamos tomando no Estado e permitir e permitir que jogos de outros Estados acontecessem aqui em Minas Gerais, lembrando que, na onda roxa, os hotéis não podem receber turistas”.

O secretário também afirmou que “fica inviável o recebimento de jogos de outros Estados na onda roxa. Por definição, ela não vai permitir essa circulação. Na circulação entre Estados, as barreiras sanitárias vão abordar se estão indo para serviços essenciais ou não”, disse Baccheretti.

Quanto ao Campeonato Mineiro, governo do Estado e a Federação Mineira de Futebol (FMF) vão discutir ainda nesta terça-feira (16), a paralisação do Campeonato Mineiro.

No entendimento da Secretaria de Estado de Saúde, todas a competições esportivas devem ser suspensas, opinião que será combatida pela FMF, segundo divulgado pelo  Super.FC.

“A Onda Roxa são todas as regiões e municípios. Nenhum jogo poderá ocorrer”, explicou o secretário Fábio Baccheretti. Apesar da postura do governo, FMF e CBF entendem que, mediante os protocolos adotados, o futebol é seguro e que as partidas podem ser realizadas mesmo na fase mais dura da pandemia”.  Disse o diretor de competições da FMF, Leonardo Barbosa.

Por sua vez o secretário de Saúde se mostrou disposto ao dialogo com a FMF.

“Nós realmente consideramos incoerente a manutenção de qualquer tipo de jogo. Iremos discutir com as federações para achar alguma conclusão sobre isso. O jogo não é só a estada do jogador em campo e os riscos sanitários para isso. Vamos avaliar ao longo do dia sobre isso”, ponderou.

Cabe ressaltar que dois jogos do Campeonato Mineiro deste ano não puderam ser realizados por conta de restrições em cidades do interior. O duelo URT x Cruzeiro passou de Patos de Minas para Sete Lagoas por determinação do TJD e o duelo entre Patrocinense x Atlético precisou ser realizado no Independência, em BH, ao invés de Patrocínio.

Fonte: Com informações Super FC

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas