Conecte-se conosco

Saúde

Nova Serrana prestes a uma epidemia de dengue

Publicados

em

LIRAa aponta alto índice de infestação e município está 120% acima do aceitável; em Minas a cidade figura entre as de maior risco de epidemia

Somente nestes dois primeiros meses de 2018, sete pessoas podem ter sido vitimas fatais da dengue no estado de Minas Gerais. Segundo o Boletim Epidemiológico de Monitoramento dos casos de dengue, chikungunya e zika vírus, divulgado nesta segunda-feira, dia 26 de fevereiro, publicado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), até o momento o Estado já registrou 5.556 casos prováveis somente de dengue.

Quando analisados outras doenças como à Febre Chikungunya e o Zika Virus, todas também transmitidas pelo aedes aegypti a situação em Minas fica ainda mais preocupante. No estado até o momento foram notificados 1.218 possíveis casos de Chikungunha e 64 possíveis casos de Zika até a data de atualização do boletim.

Prestes a uma possível epidemia de dengue, as cidades que tem maior incidência de casos suspeitos das doenças no Estado estão Visconde do Rio Branco, Coronel Fabriciano, Timóteo, Janaúba e Nova Serrana.

Em Nova Serrana somente nos últimos 15 dias cerca de 50 novos casos suspeitos  foram notificados, o que eleva substancialmente o risco de uma epidemia no município.

Sinal de Alerta Ligado

Segundo o boletim até o momento em Nova Serrana foram registrados 141 casos suspeitos de dengue, contudo, ainda não foi notificado nenhuma suspeita de febre chicungunha ou zika vírus no município.

O índice de incidência de casos em Nova Serrana é de 156, o valor é calculado baseado no número de casos suspeitos. Assim sendo o município ocupa a pior colocação na Regional de Saúde de Divinópolis, entre os municípios com mais de 20 mil habitantes.

Nova Serrana hoje tem quase 500% mais registros de casos suspeitos de dengue do que a cidade de Divinópolis que é populacionalmente a maior da região com mais do que o dobro de moradores quando comparados com Nova Serrana.

Entre os municípios com mais de 90 mil habitantes a cidade está à frente de Pará de Minas, que segundo o relatório conta com 48 casos suspeitos notificados, Divinópolis, com 30 casos suspeitos registrados, e Itaúna que registrou até o momento apenas 5 casos suspeitos de dengue.

Bom Despacho, cidade vizinha a Nova Serrana, ocupa o melhor posicionamento entre as cidade com mais de 20 mil habitantes. Em 2018 o município ainda não registrou nenhum caso suspeito de dengue.

Índice de Dengue

O último Levantamento de índice Rápido do Aedes Aegypti (LIRAa) realizado em Nova Serrana apontou infestação de 2,2%, ou seja a cidade está 120% acima do ideal preconizado pelo Ministério da Saúde é de 1%.

O relatório ainda apontou que em 90% dos bairros do município foram encontrados focos do mosquito, sendo que os bairros em situação de maior alerta são: Planalto, Amaral, Campo Belo, Concesso Elias, Esplanada, Jeferson Batista, Fabio Aguiar, Mariana Martins, José Bentinho, Maria José do Amaral, Fartura, Frei Paulo, Marisa, Centro, Gumercinda Martins, Morada do Sol, Vila Ozanan, São Geraldo, Bela Vista, Vila Operária, André de Freitas, Capão, Boa Vista e Gamas.

Resposta do município

Diante do exposto o prefeito de Nova Serrana afirma que sua parte vem sendo feita, as condições climáticas tem cooperado para o aumento dos focos do mosquito transmissor da dengue. “Com a chegada do fim do verão e o período das chuvas, o aumento da probabilidade de focos de dengue é iminente, ano passado tivemos praticamente nenhum registro, contudo esse ano temos que nos mobilizar para diminuir os impactos e evitar o risco, temos feito nossa parte, a população também deve se precaver e auxiliar no combate a proliferação do mosquito da dengue”. Disse Euzebio.

Reforço no combate

Para reforçar o trabalho de campo, foram contratados 20 novos agentes de endemias que já estão atuando nas ruas de Nova Serrana. “Nomeamos cerca de 20 novos agentes que vão atuar diretamente no combate à dengue, convoquei todos os agentes os motivamos e nos mobilizamos para que esse problema seja vencido, estamos limpando os lotes, promovendo a intensificação da vistoria, o que nos compete estamos fazendo com empenho”, ponderou o prefeito.

A prefeitura deu início ainda as visitas periódicas intensificadas que agora acontecem também aos sábados. Sendo Nova Serrana um município de características industriais, os agentes percorrem os domicílios aos sábados, dando atenção para as residências que não foram vistoriadas durante os dias uteis devido ao fato de encontrar parte das residências fechadas.

 Ações educacionais como solução

A secretária municipal de saúde também está desenvolvendo uma série de palestras em fábricas, escolas e creches. O trabalho tem sido realizado por uma equipe de agentes epidemiológicos que tem dado orientações sobre como combater o mosquito e eliminar focos e recipientes que podem servir de criadouros.

 Selo da caixa d´água

Outra estratégia desenvolvida pelo Setor de Endemias e que já está em prática é a certificação, feita com um selo verde, nas residências onde não foram encontrados focos. Nas casas onde focos de dengue foram encontrados em menor número, o morador recebe um selo laranja e fica de sobreaviso sobre os cuidados necessários. Já nas residências onde foram encontrados muitos focos, o morador recebe um selo vermelho para se conscientizar sobre a importância de manter caixa d’água e quintal limpos e livres de focos.

*Foto: secom – Nova Serrana

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas