Conecte-se conosco

Câmara Municipal de Nova Serrana

Foragido desde 2015, Niltinho ex-candidato a vereador em Nova Serrana é preso em Divinópolis

Avatar

Publicados

em

Ex-candidato a vereador e suplente na gestão de 2013-2016 foi preso por ter em aberto um mandado de prisão referente a homicídio cometido em 2015 na cidade de malacacheta

Em Divinópolis a polícia ambiental prendeu no domingo(14) um ex-candidato a vereador de Nova Serrana, que chegou a ser suplente do legislativo. O homem tinha um mandado de prisão em aberto sendo acusado pela morte do seu sogro e tentativa de homicídio contra sua sogra na cidade de malacacheta.

Segundo informado, durante patrulhamento ambiental, com objetivo de coibir crimes na zona rural de Divinópolis, os militares do GEPAM 07 deslocaram ao povoado de Cachimba, onde abordaram um indivíduo suspeito.

O homem foi identificado pelos policiais ambientais como Nilton Fernandes dos Santos, que após consulta no sistema informatizado foi constatado um mandado de prisão em aberto, em desfavor do abordado.

Diante dos fatos o suspeito recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Polícia de Divinópolis, ficando à disposição da autoridade policial.

Nilton tinha o mandado em aberto por ser o suspeito de autoria de um homicídio contra seu sogro na cidade de Malacacheta em 2015, período em que era suplente do legislativo de Nova Serrana.

Relembre o caso

Na manhã do dia 22 de novembro de 2015, por volta de 7h, o suplente de vereador de Nova Serrana Nilton Fernandes dos Santos, mais conhecido como Niltinho, que recebeu 202 votos nas eleições municipais de 2012, pelo Partido Republicano Progressista – PRP, da Coligação Unidos por Nova Serrana, assassinou o sogro e por pouco não matou também a sogra, na cidade de Malacacheta no norte de Minas Gerais.

A Polícia Militar (PM) de Malacacheta compareceu em uma residência onde depararam com a vítima Luzia de 64 anos, sentada em uma cadeira apresentando sangramento no corpo provocado por disparo de arma de fogo.

Ela foi imediatamente socorrida por terceiros até o hospital, onde ficou sob cuidados médicos, apresentando uma perfuração de projétil de arma de fogo no lado direito do tórax.

No interior da residência, se encontrava caído já sem os sinais vitais a vítima Benedito Fernandes da Silva, de 62 anos. E segundo testemunhas, o autor dos disparos seria Nilton Fernandes dos Santos, de 39 anos, morador de Nova Serrana e genro das vítimas.

De acordo com Nair Fernandes da Silva, ex-mulher de Nilton, ele teria chegado na casa,  armado na janela, e quando seu pai o atendeu começou uma discussão, Nilton entrou na casa pulando a janela, o sogro Benedito tentou impedir mas foi atingido pelos disparos, vindo a óbito no local.

O intuito do autor era matar a ex-mulher Nair, pois ela havia terminado o relacionamento conjugal e ido morar com os pais, deixando o companheiro em Nova Serrana, e estava recebendo ameaças desde então.

Nair ao perceber o que estava acontecendo, fugiu pela janela do quarto e se escondeu na casa de vizinhos. O local foi devidamente isolado e preservado, para os trabalhos da perícia.

Foi constatado três perfurações em Benedito, sendo uma na altura central do tórax, uma no ombro esquerdo e outra na altura do abdome na parte lateral direito. O corpo da vítima foi encaminhado ao instituto médico legal em Teófilo Otoni.

O autor após o fato empreendeu fuga em uma Chevrolet S10, cor preta, juntamente com outro homem que havia ficado no meio da rua com uma arma de fogo na mão. Eles tomaram rumo à MG-217, sentido a cidade de Poté.

Nilton desde então era procurado pela justiça, contudo neste fim de semana terminou preso na zona rural de Divinópolis, e responderá criminalmente pelo homicídio e tentativa de homicídio cometidos no ano de 2015.

Mais lidas