Conecte-se conosco

Direitos Humanos

Medidas socioeducativas são debatidas no Creas

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Na última semana foi realizado pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) uma reunião com os parceiros que recebem adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa.

O encontro, que contou com a participação da promotoria de justiça da Vara da Infância e Juventude, teve como objetivo avaliar o trabalho realizado no primeiro semestre de 2018 e traçar estratégias para aprimorar e qualificar ainda mais o serviço.

Durante o evento foi realizado uma palestra da promotora da Comarca de Nova Serrana, Maria Tereza Diniz, que falou sobre o fluxo da aplicação das medidas no sistema judiciário. Já a coordenadora do Creas, Andrea Domingos apresentou o fluxo interno de trabalho para o acompanhamento da MSE.

A coordenadora do Creas reforçou a importância do encontro. “Foi um momento de suma importância para que o Creas estivesse próximo aos parceiros, apoiando, orientando, esclarecendo dúvidas e traçando novas estratégias. Acreditamos que uma Nova Serrana cada vez melhor é construída pela união e por parcerias, por isso agradecemos a todos nossos parceiros”, pontou Andrea.

Medidas Socioeducativas

Conforme previsto por lei as medidas socioeducativas em meio aberto são uma das formas de sanção para responsabilizar os adolescentes dos atos infracionais análogos a crimes praticados por eles.

A medida é ofertada pelo Ministério Público e homologada pelo judiciário que encaminha o menor para que o CREAS realize o acompanhamento.

O Serviço de Proteção Social à adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa de Liberdade Assistida ou Prestação de Serviço Comunitário é um dos serviços ofertados no Creas, tendo como objetivo acompanhar os adolescentes para apoiá-los no cumprimento da determinação judicial e com o propósito de auxiliá-los a reorganizar suas vidas, participando de outras atividades, refletindo sobre suas ações e fazendo outras escolhas para o futuro.

Leia mais...
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas