Conecte-se conosco

Policial

LATROCÍNIO: Comerciante é assassinada por não ter mais dinheiro para dar para assaltante

Publicados

em

O crime de latrocínio que aconteceu neste domingo (16) aumenta os índices criminais em Nova Serrana que chega a média de um homicídio a cada três dias no mês de setembro

No último domingo, dia 16 de setembro, mais um homicídio aconteceu em Nova Serrana. Desta vez uma mulher, em seu estabelecimento comercial foi a vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte) que aconteceu por volta das 22h50 no bairro Planalto.

Segundo as declarações de uma testemunha que também foi vitimada na ação dos bandidos, eles estavam no interior do bar da vitima Clemencia de Fátima Santos, momento em que chegou um indivíduo, de aproximadamente 1,60m de altura, magro, cor branca, trajando roupa de moletom, cor escura e botas de couro e de posse de um revolver prateado anunciou o assalto.

Os relatos das testemunhas apontam que o suspeito, ao entrar no estabelecimento, foi em direção à dona Clemencia dizendo que queria todo o dinheiro do caixa, tendo a vítima pegado quarenta reais em dinheiro que estava dentro de uma bíblia e passado para o autor.

As testemunhas apontam que após a vítima passar o dinheiro para o autor, este começou a agredir dona Clemencia batendo a cabeça da vitima contra a parede do bar dizendo se ela não passasse todo o dinheiro iria matá-la.

Segundo informado a vitima repetiu por varias vezes que não tinha mais dinheiro, momento em que o autor efetuou vários disparos contra a vítima e evadiu em seguida do local em um veiculo Ford/Focus, cor prata.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e diante das informações imediatamente acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Corpo de Bombeiros que após iniciarem os primeiros socorros à vitima constataram que Dona Clemencia não resistiu aos ferimentos e veio à óbito.

De acordo com o boletim de ocorrência a Pericia Técnica foi acionada comparecendo no local e constatou que a vítima foi baleada com três tiros, na testa, um no ombro direito e um na barriga.

Segundo informações que foram passadas ainda na manhã desta segunda-feira (17), a Polícia Militar conseguiu prender o suspeito de ter cometido o latrocínio, uma vez que além do dinheiro o autor levou também um aparelho celular da vitima/testemunha que estava presente no local quando o latrocínio aconteceu.

Matéria completa leia na edição impressa do jornal O Popular deste terça-feira (18)

  • Foto: Redes sociais

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas