Conecte-se conosco

Câmara Municipal de Nova Serrana

Julgamento de recursos de Osmar Santos é agendado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Avatar

Publicados

em

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais agendou para o dia 08 de outubro, a previsão para julgamento do recursos impetrado pelo vereador Osmar Santos, solicitando sua volta para o legislativo municipal.

O vereador que procedeu a ação solicitando em caráter de urgência por meio de liminar a sua volta, teve o pedido negado no dia 22 de maio, e agora, será julgado a ação que pode determinar a volta do edil não só para o legislativo mas como também para a presidência da casa.

Cabe lembrar que caso seja julgado de forma favorável para o retorno de Osmar Santos, para o legislativo municipal, os outros cinco vereadores afastados pela operação kobold, também deverão voltar aos seus cargos, devido a jurisprudência aberta com o deferimento do pedido que será julgado no próximo dia 08.

Relembre o caso

Osmar Santos, Adair da Impacto, Valdir Mecânico, Valdir das Festas Juninas, Juliano do Boa Vista e Gilmar da Farmácia, foram afastados dos respectivos cargos do legislativo municipal, durante investigação promovida pelo Gaeco e MPMG de Nova Serrana.

Os edis foram acusados pela promotoria pela prática de peculato desvio, falsificação de documentos e formação de quadrilha. Somadas as penas pedidas para os seis vereadores e seus assessores o MP solicitou em ação apresentada a justiça uma condenação do 812 anos de reclusão.

Durante o cumprimento do mandado de buscas e apreensão dos edis, foi informado que o afastamento era necessário para que não houvesse interferência nas investigações promovidas pelo MP.

Vale lembrar que caso Osmar tenha deferido seu recursos e posteriormente os demais edis retornem ao legislativo, os seis vereadores suplentes serão destituídos de seus respectivos cargos na Câmara de Nova Serrana.

Mais lidas