Conecte-se conosco

Educação

Ideb coloca Nova Serrana acima da média Nacional

Publicados

em

Índice aponta quais as escolas públicas de Nova Serrana obtém o melhor ensino na cidade e ainda, aponta evolução na educação municipal

As escolas de Nova Serrana obtiveram de forma geral crescimento na qualidade de ensino entre os anos de 2015 e 2017 e superam a meta estabelecida pelo Ministério da Educação para o ensino fundamental nos anos iniciais e finais.

Na última segunda-feira  dia 03 de setembro, o Ministério da Educação (MEC) divulgou o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Trata-se de um levantamento que mensura como está a qualidade do ensino brasileiro.

O Índice que é calculado em três esferas nacional, estadual e municipal mensura o ensino de todas as escolas da rede pública de ensino, e ainda estabelece metas de desenvolvimento de dois em dois anos, sendo que cada ente federado e unidade escolar tem uma meta para ser alcançada.

Com meta estabelecida para 4.9 para os anos finais do ensino médio (8º e 9º ano) e 6.1 para os anos iniciais do ensino fundamental (4º e 5º ano), Nova Serrana superou a meta estabelecida pelo MEC em 0.2 e 0.3 respectivamente.

O desenvolvimento se deu principalmente nos anos iniciais do ensino fundamental, onde a cidade obteve média de 6.6 o que é superior a 5.8 que foi a média nacional de 2017.

Já os anos finais do ensino fundamental, de forma geral também obtiveram resultados superiores a média nacional que foi de 4.7 e Nova Serrana obteve 5.1.

No ensino médio a cidade também superou as expectativas nacionais, uma vez que a média nacional foi de 3.8 e Nova Serrana atingiu a nota 4.1.

Melhores escolas de Nova Serrana

Se tratando de ensino fundamental nos anos iniciais, ou seja, 4ª série, 5º ano, duas escolas se destacaram são elas Escola Estadual Major Agenor Lopes Cançado e Escola Municipal José Antônio de Lacerda. Ambas obtiveram a maior nota do município com 7.3 nos anos iniciais do ensino fundamental.

Contudo o desenvolvimento da Escola Estadual Major Agenor, foi superior, isso pelo fato de que a escola superou a meta estabelecida pelo MEC para o ano de 2017 de 5.9.

Já quanto os anos finais do ensino médio ou seja 8ª série, 9º ano, as escolas que se destacaram foram Escola Municipal Leonor Cândida de Faria e Escola Estadual Antônio Martins do Espirito Santo, com as notas de 5.8 e 6.3 respectivamente.

Ambas as escolas superaram a meta estabelecida para 2017, contudo a E.E. Antônio Martins, superou em 0.3 pontos a meta, enquanto a E.M Leonor Cândida superou em 0.2 a projeção do MEC.

 Comparativo com outras cidades

Mesmo com o crescimento Nova Serrana ficou atrás de algumas cidades da região, como Divinópolis, Araújos e Itaúna, no que se refere a algumas notas de anos específicos do ensino fundamental.

A cidade de Divinópolis e Itaúna  obtiveram nota igual a de Nova Serrana no que se refere ao 8ª séria, 9º ano, no entanto é importante ressaltar que tanto Itaúna quanto Divinópolis não alcançaram a meta estabelecida pelo MEC para 2017 no período escolar em questão.

Já Araújos obteve a melhor meta da região com 5,5 no que tange ao período letivo acima citado.

Quando o assunto são os anos iniciais, as cidades de Araújos e Itaúna também foram destaque com a nota 7.4, superando em 0.7 e 0.8 a meta estabelecida pela MEC.

 Perspectiva de crescimento

Em contato coma secretária Municipal de Educação, Neusa Lago, a secretária se mostrou satisfeita com os números obtidos apesar de entender que o resultado ainda não é fruto somente de sua gestão. “Esse resultado não é só nosso, ainda pega parte do ano de 2016, mas ainda assim fiquei satisfeita com o desenvolvimento da educação de Nova Serrana”. Afirmou a secretária.

Neusa ainda pontuou que os números mostram que a educação segue no caminho certo, contudo não pode acomodar os profissionais do setor. “O Ideb apontou resultados positivos, mas não podemos conformar com os resultados, temos que nos manter focados para termos resultados ainda melhores”. Ponderou Neusa.

Questionada sobre o desenvolvimento da educação municipal, a secretária pontuou que a projeção é de uma avaliação ainda melhor em 2019 pelo trabalho que vem sendo construído. “Com o trabalho de monitoração que estamos fazendo no pedagógico nos da a convicção de que vamos melhorar os resultados. Em Nova Serrana as pedagogas vem fazendo trabalho de nivelação dos alunos e monitoramento até alcançar o nível da turma. Como recebemos muitos alunos o ano todo esse é um trabalho grandioso que já vem dando bons frutos”, explicou a secretaria.

Por fim Neusa Lago afirmou que o compromisso de toda a secretaria é manter as diretrizes, o empenho e o comprometimento com a educação de Nova Serrana. “Creio que daqui para frente teremos mais e melhores resultados. Nosso trabalho e compromisso, de toda a secretaria é com esse crescimento e não vamos para por ai”. Finalizou a secretária.

 Para que servem esses indicadores?

Criado em 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Ideb é formulado para medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino.

Ele funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias.

Para tanto, o Ideb é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente.

Os resultados do Ideb são importantes para que as redes de ensino e as escolas possam corrigir as políticas que vêm empregando. É possível, com os dados coletados pelo Inep constatar, por exemplo, que os estudantes estão com dificuldade, em matemática e, a partir daí, oferecer uma formação continuada para os professores se aprimorarem.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas