Conecte-se conosco

Policial

Homem de 35 anos é preso em Minas por tomar terceira dose contra COVID-19

Israel Silveira

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Ele será indiciado por estelionato, que prevê pena de um a cinco anos de cadeia


Um homem de 35 anos foi preso, nesta quarta-feira (22/9), por ter tomado três doses de imunizantes contra a COVID-19. Ele tomou duas doses do imunizante CoronaVac em Juiz de Fora, e uma dose da Pfizer, no município de Chácara, ambas na Zona da Mata. A denúncia foi feita pela Secretaria de Saúde de Chácara. Ele será indiciado pelo crime de estelionato.

Segundo a delegada Ione Barbosa, da 4ª Delegacia, testemunhas que tomaram conhecimento dos fatos foram ouvidas, assim como o suspeito. “Esse tipo de conduta é obtenção de vantagem ilícita, pois a vacina é rara, cara e de propriedade do Poder Público, que adquiriu com a finalidade de imunizar a população, seguindo o Programa Nacional de Imunização”.

Ele explica que isso configura crime de estelionato, que ocorre quando a pessoa, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento, burla o sistema de vacinação.

Ainda segundo a delegada, a pena prevista para o crime é de reclusão, de um a cinco anos, acrescida de um terço, por ser praticada contra o Poder Público, além de multa.

  • Estado de Minas
Leia mais...
Propaganda

Mais lidas