Conecte-se conosco

Atualidade

Greve de caminhoneiros já atinge Nova Serrana

Publicados

em

Iniciada na última segunda-feira, dia 21 de maio a greve dos caminhoneiros chega a seu quarto dia e os reflexos da paralisação já atingem a rotina da população em todo o país.

Em Nova Serrana a falta de combustíveis, de gás de cozinha e início da falta de determinadas mercadorias nos mercados são as principais carências que a população de Nova Serrana já enfrenta após o início da paralisação.

Na última quarta-feira, a corrida dos motoristas da cidade foi para conseguir abastecer seus veículos. Filas que viravam quarteirões foram encontradas em todos os postos da cidade que amanheceram nesta quinta-feira, sem nenhuma gota de gasolina, álcool e diesel.

Os depósitos de gás também já não têm mais botijões de P13, usado em residência. E de acordo com as informações, a central de abastecimento Ceasa em Belo Horizonte, já está com alguns setores fechados e/ou trabalhando com estoque em baixa, já registrando faltas de mercadorias para comercialização e distribuição.

Nas estradas as mercadorias perecíveis já estão sendo distribuídas para populares ou descartadas.

 Oferta e demanda ou abuso?

Uma das leis de mais significativas quanto a precificação de produtos é a lei da oferta e demanda, ela prediz que quanto maior a procura de um produto e menor a quantidade de produto ofertado maior será o preço estabelecido para comercialização.

Em Nova Serrana a exemplo do que vem acontecendo em todo o país, os postos e mercados estão se beneficiando da falta de produto e aumento significativo da procura para aumentarem substancialmente o preço dos combustíveis.

Um posto de combustível às margens da rodovia BR 262, foi inclusive alvo de fiscalização de vereadores e de notificação do Procon de Nova Serrana por aumento abusivo do preço do combustível comercializado na ultima quarta-feira, dia 23 de maio.

Segundo o diretor do Procon de Nova Serrana, Bernardo Ferraz, o artigo 39,  inciso 10  do código de defesa do consumidor foi ferido com o aumento de preço encontrado no posto de combustível. “O posto em questão foi notificado pelo fato de ferir o código de defesa do consumidor e registrar um aumento sem motivo ou causa legal determinante, sendo assim uma irregularidade contra o direito do cidadão consumidor”, explicou Ferraz.

O diretor do Procon ainda informa que será emitido um oficio circular da instituição para todos os postos de combustível da cidade, pois existe por parte da instituição o receio que os proprietários de postos pratiquem preços abusivos quando reestabelecerem o abastecimento, para que assim recuperem o prejuízo de ficarem dias sem o combustível para comercialização.

 O Porquê da greve

Os altos valores de combustíveis comercializados no Brasil são a principal causa para a mobilização da classe que tem se organizado pelas frentes sindicais paralisando as principais rodovias e estradas do País.

Hoje a gasolina brasileira é vendida para Bolívia é de R$ 1,59 por litro, já o óleo diesel é vendido por R$ 0,82 o litro, ou seja, a gasolina fica bem abaixo da metade do preço praticado no Brasil e o óleo diesel mais de três vezes abaixo do valor que pago pelo brasileiro.

Esse fator é a principal medida que vem sendo reivindicada pela classe, contudo a perspectiva é que a greve se estenda uma vez que o sindicato dos petroleiros anunciou na manhã desta quarta-feira que irá aderir à greve dos caminhoneiros e vão parar de produzir os combustíveis.

 Fim da greve

Na manhã desta quinta-feira, uma assembleia do Sindipetro aconteceu na refinaria Gabriel passos na zona metropolitana de BH e a conclusão foi que os serviços seriam paralisados inicialmente por 8h, e posteriormente seria construído uma greve geral em todo o país.

Segundo Anselmo Braga, coordenador do Sindpetro-MG, os petroleiros do Brasil inteiro estão construindo uma grande greve contra os preços abusivos dos combustíveis. “É importante a população saber que não estamos paralisando as atividades por salários ou reivindicações pessoais, mas para que o gás de cozinha volte a ter o preço que era antes, pela baixa na gasolina, no diesel, esta paralisação é um início de uma greve nacionalmente que pretende parar todas as refinarias e plataformas do Brasil e é importante ter a população do nosso lado, essa greve não é por benefícios é para que o governo deixe o petroleiro trabalhar, as refinarias estão atuando com cargas  baixas a mando do governo para que as importadoras tragam combustível mais caros para o país”. Disse o coordenador.

A perspectiva é que a greve seja intensificada. Na Rodovia BR 262, manifestantes já estão parando carros de passeio e ônibus para notificar que a partir das 12h desta sexta-feira, nenhum veículo poderá furar o bloqueio, com exceção dos carros de urgência e emergência.  “Fui parado na  BR 262 e os cara da manifestação já avisou, amanhã a partir de 12h nada roda, só vai rodar serviço hospitalar, Todas as rodovias irão parar amanhã”, informa o morador de Divinópolis que trabalha em Nova Serrana, Victor Ferreira, de 22 anos.

 Medidas

Os deputados aprovaram, em votação simbólica na noite de ontem, o texto-base o projeto que reduz benefícios fiscais concedidos pelo governo a diversos setores da economia com mudanças que reduzem o preço do óleo diesel.

A proposta que retira a desoneração da folha de pagamento de 56 setores estava pronta para ser votada há pelo menos um mês.

Na ultima terça-feira, dia 22 o governo havia confirmado que vai zerar a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) mediante aprovação, no Congresso, da reoneração da folha de pagamento. Os caminhoneiros, no entanto, não estão satisfeitos somente com o fim da Cide, que segundo as primeiras estimativas causaria redução de apenas R$ 0,05 por litro do diesel, e pediram outras medidas, além da solução do PIS/Cofins patrocinada pelo Congresso, a Petrobras a redução provisória no preço.

O Sindicatos no entanto afirmam que não deixarão a greve de lado ate que as medidas sejam de caráter definitivo e estejam publicadas no Diário Oficial da União.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas