Conecte-se conosco

Justiça

Funcionária de motel em Montes Claros será indenizada após xingamentos racistas de patroas

Avatar

Publicados

em

Uma cozinheira que foi chamada de “nega preta”, “preta de *****” e outros termos racistas pelas sócias do motel onde trabalhava será indenizada em R$ 5 mil por danos morais.

O estabelecimento fica em Montes Claros, região Norte de Minas. A decisão, de segunda instância, foi divulgada na quinta-feira, 03 de dezembro, pela Justiça do Trabalho.

Ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Minas Gerais, a funcionária alegou que “a relação de emprego se tornou insuportável” nos últimos cinco anos “pois passou a sofrer constante assédio moral por parte das proprietárias do estabelecimento”.

Além de xingamentos de “nítida injúria racial”, a cozinheira era forçada a “bater metas” a “qualquer custo” e era humilhada com frequência.

O juiz convocado Vicente de Paula Maciel Júnior, relator do recurso, acolheu as alegações da vítima e reconheceu que cabe ressarcimento por dano moral à cozinheira.

O magistrado aumentou o valor a ser pago de R$ 3 mil, determinado em primeira instância, para R$ 5 mil. A votação do recurso foi unânime.

FONTE: O TEMPO

FOTO: Fabio Marçal/Ascom

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br"
A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
Leia mais...
Propaganda

Mais lidas