Conecte-se conosco

Política

“Euzebio é um bosta e Gláucia é politiqueira” afirma vice-prefeita de Divinópolis em áudio vazado

Publicados

em

Prefeito Euzebio Lago e secretária de Saúde Gláucia Sbampato são ofendidos pela vice-prefeita de Divinópolis Janete Aparecida e executivo de Nova Serrana mostra valores pagos por atendimento de pacientes


Uma crise institucional foi gerada entre as cidades de Divinópolis e Nova Serrana devido a proibição da exposição dos feirantes das cidades vizinhas na capital do calçado.

A relação que aparentemente já não era positiva ficou ainda pior após o vazamento de um áudio na última quinta-feira, dia 02 de julho, onde a vice-prefeita de Divinópolis, Janete Aparecida, dizer que Euzebio Lago é um “bosta”.

O áudio polêmico foi reproduzido em diversos grupos e redes sociais, onde em uma conversa com um feirante que foi proibido de vender seus produtos em Nova Serrana devido a pandemia, a Jante ofende o chefe do executivo de Nova Serrana e ainda afirmou que os pacientes de Nova Serrana ocupam leitos nas unidades hospitalares de Divinópolis.

Ainda no áudio a vice-prefeita alegou que as medidas adotadas em Nova Serrana são politiqueiras, devido a Secretaria Municipal de Saúde, Glaucia Sbampato ser esposa de Marquinho Clementino, candidato ao executivo nas últimas eleições.

Janete após insultar Euzebio, ainda afirmou que o prefeito e Nova Serrana está “sacaneando o pessoal Divinópolis”.

 Nota do Executivo de Nova Serrana.

A reportagem do Jornal O Popular entrou em contato nesta quinta-feira (01/07), com o setor de Comunicação de Divinópolis, sendo informado no momento que aguardariam o pronunciamento dos chefes do executivo para emitirem o comunicado.

Nesta sexta-feira (02) nossa reportagem recebeu uma nota da diretoria de comunicação onde Janete lamentou o vazamento de uma conversa particular nas redes sociais.

 Confira a nota na integra

 Nota de esclarecimento

A vice-prefeita de Divinópolis, Janete Aparecida, esclarece que teve uma conversa pessoal, por telefone, com um divinopolitano que é seu vizinho de infância.

Esse senhor é expositor em Nova Serrana e gravou a conversa sem autorização da Vice-Prefeita.

Janete não nega a tristeza de não ter sido autorizada a exposição na feira de Nova Serrana, pelos expositores da cidade de Divinópolis, já que o contrário não irá acontecer, pois as portas dos serviços e feiras de Divinópolis jamais serão fechadas para os cidadãos das cidades vizinhas, incluindo a cidade de Nova Serrana.

Não ouve fala pública do fato e sim conversa privada e gravada de forma leviana, sem consentimento.

Se algum cidadão sentiu-se ofendido, desde já ela pede desculpas por alguma palavra que foi dita no calor da conversa, mas esclarece que sempre irá defender o cidadão divinopolitano.

Executivo de Nova Serrana

A equipe do Jornal O Popular entrou em contato com a Prefeitura de Nova Serrana que por sua vez optou por não emitir uma nota sobre o caso, contudo  nossa reportagem recebeu informações pertinentes aos valores recebidos por Divinópolis para atendimento de populares de toda a região Centro-Oeste.

Valores recebidos com atendimentos

Conforme informado Divinópolis recebe os seguintes valores para atendimento da alta complexidade, e estão descritos em contrato que o município de Divinópolis celebra com o prestador de serviços, Hospital São João de Deus.

  • Valores pagos ao município de Divinópolis para tender os 53 municípios da Macro Oeste para realizar exames de alta complexidade, totalizando R$ 632.276,98/ano
  • Valores pagos ao município de Divinópolis para tender os 53 municípios da Macro Oeste para realizar exames de alta complexidade, totalizando R$ 632.276,98/ano
  • Valores pagos ao município de Divinópolis para tender os 53 municípios da Macro Oeste para realizar cirurgias de alta complexidade, totalizando R$ 5.876.273,86/ano
  • Valores pagos ao município de Divinópolis para tender os 53 municípios da Macro Oeste para realizar ofertar órteses, próteses e materiais cirúrgicos de  alta complexidade, totalizando R$ 388.562,86/ano
  • Valores pagos ao município de Divinópolis para tender os 53 municípios da Macro Oeste para diárias de UTI ,  totalizando R$ 5.277.409,28/ano
  • Valores pagos ao município de Divinópolis para tender os 53 municípios da Macro Oeste para TODOS OS PROCEDIEMTNSO ONCOLÓGICOS , totalizando R$ 20.465.127,00/ano
  • TOTAL ANUAL APENAS NA ALTA COMPLEXIDADE = R$ 32.794.722,32

De acordo com a secretária Municipal de Saúde de Nova Serrana, Glaucia Sbampato, “Divinópolis recebe de todos os 53 municípios da região recursos para atendimento de pacientes, lembrando que isso faz parte de um princípio do SUS de territorialização, é o município que tem maior capacidade instalada, ele recebe esse recurso no fundo municipal de saúde, em sua conta, para prestar esse atendimento, lembrando que não é de forma arbitrária é pactuada entre os gestores então eles aceitaram”.

Ainda de acordo com Glaucia, “nos números repassados colocamos apenas os procedimentos de alta complexidade e como pode ser visto no somatório, Divinópolis recebe anualmente o valor de R$ 32.794.722,32, para atender os 53 município. Não existe nada de graça. O município de Divinópolis recebe todos estes recursos para realizar a prestação de serviço. Sugiro até que seja feita uma prestação de contas para os outros 52 municípios aos quais fazemos parte, destas cotas, se estão sendo feitas de forma exonômica mesmo, ela renda percapita, isso nunca foi feito”.

Por fim a secretária também ressaltou que é pago pelo governo federal a utilização de cada uma dos leitos relacionados ao CTI de Covid-19.

“É importante lembrar que colocamos somente a alta complexidade porque o assunto abordado foi a Acccon, mas falta a média complexidade e em relação aos leitos de CTI Covid, o governo federal paga R$ 160000, por cada leito, por cada dia, então não tem ninguém entupindo leito de hospital de forma gratuita. Vivemos uma pandemia e este é um momento em que temos que levar tudo isso muito sério”.

Por fim cabe ressaltar que conforme apurado, o município de Nova Serrana também recebeu no último ano 92 pacientes, que foram atendimentos entre procedimentos de internações e ambulatórios, encaminhados de Divinópolis para o Hospital São José.

Mais lidas