Conecte-se conosco

Administração

Enquanto Nova Serrana confirma pagamento do 13º nesta semana, 15% das cidades mineiras não irão conseguir fechar as contas deste ano

Avatar

Publicados

em

A cidade de Nova Serrana emitiu na última sexta-feira, dia 13 de dezembro, um comunicado ratificando que até o dia 20 de dezembro, o 13º salário e os devidos acertos serão pagos pela administração municipal.

Segundo repassado pelo secretário municipal de Comunicação Hudson Lemos, “ressalto que, até os acertos rescisórios dos servidores contratados da educação, será feito até o final desta semana. Por lei, esse tipo de pagamento poderia ser feito em janeiro. O governo municipal vai antecipar”.

Ainda segundo o secretário “é importante esclarecer que neste ano a situação é bem diferente do ano passado. Em 2018, numa época dessa,  tínhamos só na educação R$ 17 milhões retidos pelo governo de Minas. No entanto, pagamos, com muito esforço, a gratificação natalina antes do natal do ano passado. Os acertos rescisórios, no entanto, ficaram para janeiro de 2019. A situação atual, de pagar a gratificação natalina e acertos rescisórios, antes do natal foi uma determinação do prefeito Euzebio Lago à secretaria de Administração”. Afirmou o representante do governo.

O anúncio feito pela prefeitura de Nova Serrana que deveria ser uma realidade em todas as cidades do estado, no entanto não é tão unanimidade e conforme levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios  (CNM), quase 6%  das administrações municipais em todo o país deverão atrasar o pagamento da gratificação natalina.

Segundo apurado a maior parte das cidades do Centro-Oeste Mineiro, a exemplo de Nova Serrana, não terá dificuldades para quitar o benefício, conforme informou as prefeituras de Bom Despacho, Arcos, Formiga, Piumhi e Itaúna.

Contudo a maior cidade da região, Divinópolis, terá problemas para quitar o benefício. Na Princesa do Oeste, desde outubro a prefeitura está escalonando o pagamento. Nesta sexta-feira (13) a prefeitura pagou a segunda parcela do salário referente a novembro com vencimento em dezembro. Cerca de 23% da categoria não recebeu integralmente a remuneração.

Vale ressaltar que em Divinópolis, o 13º deverá injetar cerca de R$ 19 milhões. A cidade conta com aproximadamente 5 mil servidores municipais.

 

Panorama nacional

Em todo o país 51,6% dos municípios pesquisados optaram pela quitação do 13º em parcela única, sendo que desses 74,7% farão o pagamento único até 20 de dezembro.

Conforme divulgado, pela CNM em dados obtidos junto ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do ano de 2018, existem nas administrações públicas municipais mais de 6,2 milhões de servidores que são beneficiados com o pagamento do 13º salário. Os recursos injetados na economia com o benefício estão na ordem de R$ 26,050 bilhões.

Outros compromissos

Ainda segundo a pesquisa, cerca de dois terços das administrações municipais devem pagar os salários do mês de dezembro em dia e 26,8% dependem de receitas extras para quitar o débito.

De acordo com o estudo, uma das soluções encontradas pelos gestores para evitar o atraso da folha é a postergação dos pagamentos de fornecedores. Dos municípios que responderam o questionário, 48,3% afirmaram que estão com pagamentos de fornecedores atrasados.

Sobre a capacidade de fechar as contas do presente ano, 45,3% destacaram que conseguirão, enquanto 15,7% afirmaram não ser possível e 37,8% dependem de receitas extras.

Por fim é importante frisar que a pesquisa foi realizada entre os dias 6 de novembro e 12 de dezembro deste ano, com a participação de 4.618 municípios, ou seja, 82,90% dos 5.568.

Mais lidas