Conecte-se conosco

Eleições

Eleições 2020: Notícia de que hackers teriam mudado resultado das eleições é FAKE NEWS

Avatar

Publicados

em

As eleições de 2020, como não poderiam ser diferente foram surpreendentes. A apuração teve problemas no processamento dos votos apurados nos cartórios eleitorais e isso alterou diretamente o tempo de divulgação dos resultados do pleito.

O Atraso gerou uma série de boatos e inseguranças em candidatos, e principalmente, para aqueles que perderam as eleições ficaram uma série sentimentos distintos.

Em Nova Serrana, um boato tem apontado que as eleições foram fraudadas por hackers, o que segundo informações recebidas ainda durante a apuração é uma afirmativa inverídica.

Reportagem deste Popular, durante a apuração, buscou informações junto ao Juiz Eleitoral da Comarca de Nova Serrana, Dr. Rodrigo Perez, e de acordo com as informações repassadas a imprensa, o jurista apontou que a demora da divulgação dos dados se deu por um problema relacionado ao recebimento dos dados pelo TSE e nada tem a ver com a credibilidade e lisura do processo eleitoral.

Conforme informado pelo jurista, houve problemas no recebimento dos dados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), referente a eleição de todos os municípios mineiros, tornando lento inclusive a apuração dos votos nas capitais e grandes cidades brasileiras.

Segundo divulgado no jornal Estadão, é enganoso a informação de que um suposto ataque hacker tenha violado a segurança do sistema do TSE e ameaçado a votação das eleições municipais.

De acordo com as informações do TSE o presidente do próprio Tribunal, ministro Luís Roberto Barroso, admitiu que houve uma tentativa de invasão, contudo o ataque foi neutralizado e não afetou o sistema de totalização dos votos e, muito menos, o sistema das urnas eletrônicas, que não funcionam em rede.

O ataque no entanto não foi o motivo do atraso. Em coletiva o próprio ministro informou que o atraso na divulgação dos dados da apurações das eleições 2020 ocorreu por um problema na totalização de votos ocorreu por “força de problemas técnicos”. “Um dos núcleos dos computadores que operam a apuração falhou. Precisou que ser reparado. Por isso o atraso”, O ministro também justificou que foi “Um problema técnico de hardware” justificou.

O ministro seguiu suas considerações considerando que “a ideia de que a demora possa trazer algum tipo de influência no resultado não faz nenhum sentido. O problema técnico que ocorreu deu-se exclusivamente aqui no TSE”, e ainda, “não há nenhum risco do resultado não demonstrar o que foi votado”.

Finalizando Barroso também comentou que a tentativa de ataques de hackers foi totalmente neutralizada. “A tentativa de ataque de hoje (domingo) foi totalmente inócua. Não produziu nenhum resultado e foi repelido em tempo. Foi um acesso múltiplo de vários locais, como Brasil, EUA e Nova Zelândia”.

Mais lidas