Conecte-se conosco

Política

Hora da verdade – Duas chapas disputam a mesa diretora da Câmara de vereadores de Nova Serrana

Avatar

Publicados

em

Vereadores promovem embate por presidência da Câmara em 2019; blocos políticos racham e apoio de ex-prefeito e aprovação de projetos polêmicos fazem parte do jogo do poder da política de Nova Serrana

A noite de hoje, terça-feira, dia 11 de dezembro será marcada pela eleição da nova presidência da Câmara Municipal de Nova Serrana e segundo conversas dos corredores da casa, duas chapas se colocam na briga pela chefia do legislativo.

Osmar Santos (Pros) tenta sua reeleição como presidente do legislativo municipal e com ele Valdir das Festas Juninas (PCdoB) vice, Teresinha do Salão (PTB) 1ª Secretária e Ricardo Tobias (PSDB) 2º secretário, formam uma chapa muito forte que tem até apoio do ex-prefeito Paulo Cesar de Freitas para que a presidência seja mantida na tutela da atual gestão.

A segunda chapa é encabeçada pelo vereador Valdir Mecânico (PCdoB) e tem como vice a indefinição entre dois nomes, Willian Barcelos (PTB) ou Jadir Chanel (MDB). Esta segunda chapa será composta ainda por Pr. Giovani Máximo (MDB) e Chiquinho do Planalto (PSD).

Há de se observar ainda que Jadir Chanel sendo colocado como vice-presidente é determinada a retirada do nome de Pr. Giovani Máximo da chapa, isso porque o regimento da casa não permite que dois vereadores do mesmo partido ocupem duas cadeiras junto a mesa diretora da casa.

Grupos Quebrados

A eleição celebra o que vinha sendo percebido no plenário da Câmara já há alguns meses, os blocos políticos que foram instituídos no inicio de 2018 estão rachados.

O atual presidente Osmar Santos, pelo que tudo indica não conta mais com os votos de Chiquinho do Planalto e Valdir Mecânico que devem estar na chapa de oposição a atual presidência.

Por outro lado, Ricardo Tobias, que chegou a decretar que encabeçaria uma chapa e após a fatídica campanha para deputado estadual, afirmou em plenário que deixaria o PSDB, partido de seu primo, ex-prefeito Paulo Cesar, agora está aliado ao grupo de Osmar Santos.

Existem ainda conversas que o vereador Wantuir Paraguai (PSDB), também está apoiando ao grupo de Osmar, deixando assim a base do prefeito e fortalecendo a aliança do partido de Paulo Cesar com a reeleição do atual presidente.

 Pautas polêmicas

O que poucos sabem é que importantes e polêmicas pautas estão por detrás dos apoios e formação das chapas relacionadas a presidência. Nesse contexto Euzebio Lago, atual prefeito está em uma “sinuca de bico.”

Isso porque ambos os candidatos a presidente são desafetos declarados do prefeito. Osmar Santos, por ter encabeçado durante todo o ano uma ferrenha oposição ao atual prefeito, e se todos têm memória em 2017 Osmar chegou a afirmar em plenário que o atual prefeito estaria “passando a mão no dinheiro de Nova Serrana”.

Já Valdir Mecânico, foi líder do governo na Câmara durante 2017, contudo o fato de não ter recebido apoio para uma candidatura a presidência do legislativo e outros inconvenientes colocaram o vereador como um dos principais nomes do bloco que se opôs ao prefeito em 2018.

Contudo, projetos e revogações polêmicas direcionam de forma distinta estas eleições. Segundo informado na tarde da última segunda-feira o atual prefeito teve uma reunião a portas fechadas com os vereadores.

A ocasião o prefeito expôs duas pautas uma referente a aprovação da troca de uma área para se fazer uma avenida próxima a prefeitura, projeto que foi inclusive alvo de questionamentos por parte do vereador Willian Barcelos e foi noticiado como capa deste Popular.

O segundo projeto diz respeito ao credito de subvenção que foi aprovado em 5% para o ano de 2019. Percentual quase quatro vezes menor do que o de 2018 e que engessa completamente a governabilidade da atual gestão.

De acordo com os bastidores a omissão de posicionamento do prefeito quanto as eleições para o legislativo diz respeito a essa pauta, uma vez que o apoio a algum grupo e a derrota do mesmo, significaria a rejeição automática do projeto que prevê o aumento desse percentual, e que segundo informado os vereadores que manifestaram oposição durante 2018, estão tendenciosos a aprovar a pauta pelo simples fato do prefeito não decretar apoio a um dos dois lados.

Existe ainda por parte da atual presidência um sinal de aliança com o secretariado do prefeito, uma vez que o apostilamento do secretário de governo Eneas Fernandes que havia sido indeferido na gestão de 2017 pelo então presidente Pr. Giovani Máximo, foi revogado e autorizado por Osmar Santos, questão que será abordada junto a Osmar Santos após as eleições.

 O que diz os candidatos

Esta redação procurou os dois nomes que encabeçam as duas possíveis chapas e ambos consideraram e confirmaram uma entrevista exclusiva a este Popular após a conclusão e eleição da nova diretoria da casa.

Osmar Santos, por sua vez afirmou que está tranquilo quanto o processo de eleição desta noite, segundo o vereador “as expectativa são boas, e após eleito o projeto é promover economia na casa e manter a independência entre os poderes”, disse o vereador.

Já Valdir Mecânico considerou que algumas mudanças devem acontecer e que a assistência a população será um assunto a ser ampliado. “Após as eleições sendo eleitos temos como projeto a ampliação do serviço do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC), vamos concluir a instalação da rádio câmara e entendemos que necessitamos de promover a modernização do setor administrativo da casa para melhor atender a população e os vereadores que fazem parte do legislativo”, considerou Valdir.

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas