Conecte-se conosco

Nova Serrana

Nova Serrana: destaque no enfrentamento a Pandemia de Covid-19

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Nova Serrana tem a menor taxa de casos confirmados de Covid-19 por habitante entre as grandes cidades do Centro-Oeste Mineiro

Mais de 6% da população de Nova Serrana foi diagnosticada com caso confirmado de coronavírus. A informação foi apurada junto ao boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, na última segunda-feira (28/09).


De acordo com os dados repassados, o município contabilizou, desde o início da pandemia, 6.387 casos confirmados de coronavírus, que somados aos 219 óbitos confirmados, totalizam 6.605 casos.

Proporcionalmente ao número de cidadãos do município, a cidade obteve um percentual de 6,05% de casos confirmados de coronavírus, o que representa o menor percentual entre as quatro maiores cidades da região.

Comparativo aos demais municípios

Em levantamento feito por este Popular, o município de Nova Serrana tem o menor percentual de casos confirmados e de óbitos positivos para Covid-19, entre as quatro maiores cidades da região Centro-Oeste Mineira.

Comparando as cidades de Nova Serrana, Divinópolis, Itaúna e Pará de Minas, a capital do calçado, com população de 105.520 habitantes, registrou até o último dia 28/09, 6.387 casos confirmados, o que incide em uma contaminação atestada de 6,05% da população.

No levantamento, Nova Serrana é seguida por Pará de Minas, que registra uma população de 95.616 habitantes e contabilizou até o dia 28 de setembro, 6.702 casos confirmados, obtendo assim o percentual de 7,00%.

A terceira entre as quatro cidades é Divinópolis, que com seus 240.408 habitantes, contabilizou desde o início da pandemia até o último dia 28, 21.109 casos confirmados e percentual de 8,78%.

Por fim está Itaúna, município que segundo o IBGE tem 93.847 habitantes, e contabilizou até o dia 28, 11.871 casos confirmados de coronavírus, obtendo assim o percentual de 12,64%.

Óbitos

Os dados referentes às mortes seguem a mesma diretriz e Nova Serrana também obtém os melhores números entre as maiores cidades do Centro-Oeste Mineiro.

Desde o início da pandemia foi confirmado como causa da morte o Covid-19, 219 óbitos em Nova Serrana, que proporcionalmente incide em uma taxa de mortalidade populacional de 0,20%.

Divinópolis, contabilizou no mesmo período 632 óbitos, obtendo a taxa de mortalidade populacional de 0,26%, seguida por Pará de Minas, com 280 mortes e percentual de 0,292% e Itaúna com 277 mortes e taxa de 0,295%.

Trabalho feito em Nova Serrana

Em plena pandemia, não se tem uma fórmula exata de combate, esse é o pensamento da secretária Municipal de Saúde, Glaucia Sbampato, que informou a nossa equipe que a tomada de decisões e agilidade quanto as intervenções, pode ser um dos motivos que levou o município a obter os resultados tabulados.

“Quando se trata de uma pandemia não temos nada comprovado cientificamente, então penso que fomos proativos em muitas questões. Logo no início quando necessitamos fechar o comércio, as ações de prevenção, de divulgação das medidas de segurança. Fizemos logo no início uma parceria com o Sindinova e treinamos os coordenadores de produção e empresários”. Pontuou Sbampato

Glaucia seguiu considerando que para enfrentar a pandemia a gestão implementou ações diárias, constantes e pontuais. “Foram ações do dia a dia, que fomos colocando, nossa equipe sempre a disposição. Criamos 17 leitos de UTI no município, que atendeu não somente Nova Serrana, mas deu suporte a toda a região com seus 53 municípios e recebemos até mesmo pacientes de outras regiões do Estado, como de Uberlândia. Foi uma união de vários setores. Criamos o ambulatório de tratamento de covid, um ambulatório dentro da Upa para atendimento de pacientes mais graves, pois em determinado momento não tínhamos mais leitos no Hospital São José.

Finalizando, a secretária ainda ressaltou o trabalho em equipe promovido por todos os setores da administração municipal. “Tudo que foi surgindo fomos promovendo ações imediatas, outras preventivas, mas atos imediatos que surgiram efeito na assistência do paciente. Um trabalho em equipe com apoio da gestão em todo o momento, não somente financeiro, mas de participação nas mídias, de forma geral, todas as secretarias em determinado momento se dedicaram ao enfrentamento ao Covid-19 e isso é um trabalho de equipe”. Finalizou Sbampato.

Confira a tabela comparativa

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas