Conecte-se conosco

Eleições

Fábio Avelar justifica porque não será candidato a prefeito – veja o vídeo

Avatar

Publicados

em

No último domingo, dia 13 de setembro, durante convenção partidária do Avante e mais outros nove partidos o Deputado Estadual Fábio Avelar, informou publicamente que não será candidato nas eleições municipais de 2020.

O deputado afirmou durante a convenção que sim, é seu sonho ser prefeito de Nova Serrana, contudo devido a questões de saúde, mesmo com o apoio significativo da população e políticos que convocaram o parlamentar para o pleito, ele decidiu por não estar na disputa.

“Eu não sei se esse sonho vai ficar pelo caminho, mas a minha história como deputado ninguém vai tirar, como um homem que deixou o seu tempo, deixou a sua família, deixou as suas coisas para fazer o melhor por Nova Serrana, se não fosse isso não teria eu o clamor hoje para ser o prefeito ou ser deputado federal”. Disse Fábio Avelar.

Fábio alegou que tem carregado problemas de saúde na família e isso pesou para que ele não disputasse o pleito.

“Para os amigos eu sempre deixei uma frase, tudo pode acontecer, as coisas tem que encaminhar, ser for o melhor para população de Nova Serrana, se eu estiver bem de saúde a gente pode até lançar o nome de pré-candidato, e as coisas vieram a acontecer ao contrário, estou com meu pai acamado já tem quatro anos, hoje está fazendo 157 dias que minha sogra está internada com três AVC. Minha esposa com pressão 20/10 devido ao estado de saúde da sua mãe, e também eu estou com problema de saúde, a gente já está com o tratamento, mas a gente precisa de ser candidato se as coisas acompanharem como tem que ser, porque uma campanha não é fácil”.

Seguindo em seu depoimento o parlamentar aconselhou os pré-candidatos presentes na convenção. “Se não tiverem o apoio da família de vocês na pré-candidatura, não saiam como candidato, à família vem em primeiro lugar, se a família não te abraçar você não vai a lugar nenhum”.

Fábio ainda apontou que uma campanha gera alguns desgastes e sem o apoio familiar não é possível seguir na caminhada.

“Não participei como candidato a prefeito, mas eu vim de quatro eleições consecutivas, sou o único aqui dentro que veio de quatro eleições consecutivas, de dois em dois anos, é difícil e cansativo, uma candidatura a prefeito é pesado, 2012, vice prefeito 2014 deputado, 2016 na campanha com meu ex Joel Martins, 2018 na minha campanha pra deputado, há desgaste, físico, mental e financeiro, em uma campanha é preciso olhar muita coisa, mas acima de tudo é a família, se a família não estiver com a gente não adiante querer seguir essa caminhada”. afirmou o deputado estadual.

Avante ficará neutro

Por fim o deputado ainda salientou que o Avante permanecerá neutro no pleito eleitoral deste ano. Segundo Fábio, o partido trabalhou para ter um nome a majoritário, que seria João do Dimas, mas as conversas não evoluíram, o que impediu então o lançamento de um candidato na legenda, com isso o Avante não estará nas eleições majoritárias deste ano.

Mais lidas