Conecte-se conosco

Policial

Denúncia anônima leva PM a prender foragido da Justiça que traficava drogas em Arcos

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Na cidade de Arcos, no Centro-Oeste Mineiro, a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) prendeu nesta madrugada um homem foragido da justiça que traficava drogas no município.

Segundo os registros da PMMG a ocorrência se deu na madrugada desta terça-feira, dia 15 de janeiro, por volta das 03h30, quando um ex-presidiário e foragido da Justiça identificado com idade de 31 anos foi preso após os militares receberem denúncias anônimas.

As informações encaminhadas de forma anônima a polícia informavam que o foragido estaria escondido na casa da avó, no Bairro Brasília, em Arcos, segundo os militares o suspeito tentou fugir, mas foi imobilizado e algemado.

Durante as buscas, os militares encontraram na mochila do autor dois tabletes grandes de maconha, R$ 450,00 em dinheiro e dois telefones celulares.

Continuando a diligência, em outro imóvel, uma construção que seria de propriedade dele, foram localizadas três buchas da mesma substância, além de uma bicicleta, furadeiras e outros materiais de procedência duvidosa.

Não satisfeitos, os militares persistiram nas buscas às margens da linha férrea, pois tinham informações sobre o autor utilizar o local para esconder drogas que seriam comercializadas à noite.

Num determinado trecho da ferrovia, entre os trilhos e dormentes, misturadas às pedras, foram encontradas diversas substâncias entorpecentes devidamente embrulhadas: um tablete e quatro buchas de maconha de tamanho considerável, uma pedra grande de crack, além de outras seis de tamanho comercial e uma porção de cocaína petrificada.

O autor foi conduzido à Delegacia. As drogas e materiais apreendidos também foram entregues à Polícia Civil.

Leia mais...
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas