Conecte-se conosco

Policial

Delegacia Regional tem novos delegados nomeados, mas ainda sofre com a velha estrutura

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Mesmo com nomeação de três novos delegados, Polícia Civil em Nova Serrana carece de atenção das autoridades políticas


Uma delegacia que tem um prédio sem acessibilidade, com todos os cartórios no segundo andar, sem delegacia especializada para crimes contra a mulher, crianças e adolescentes, e ainda sem o suprimento de necessidades básicas como um bebedouro para os populares que utilizam os serviços prestados na unidade.

Essa questão física aliada a um quantitativo de apenas quatro escrivães e ainda a perda recente de dois delegados, um em Pitangui e outro na sede de Nova Serrana, é o quadro que será encontrado pelos novos delegados nomeados para a Regional de Nova Serrana.

Ao todo três delegados que formaram na última quinta-feira dia 17 de outubro, em solenidade realizada pelo Governo de Minas, já foram destinados para Nova Serrana.

Na segunda-feira, dia 21, os três novos delegados, foram apresentados à Regional de Polícia Civil de Nova Serrana para prestação de serviços. Os delegados apresentados são Dra. Camila Aparecida Pires, Dr. Clayton Ricardo da Silva e Dr. Patrick Carvalho.

A nomeação irá suprir a lacuna deixada com a saída dos profissionais de Pitangui e Nova Serrana, aumentando em um delegado o número que prestava serviços na Regional de Nova Serrana.

Segundo informado pela Delegada Regional Dra. Angelita Viviane Oliveira, a vinda de mais delegados era um antigo anseio e importante demanda da Regional de Polícia Civil de Nova Serrana, afinal, trata-se de um reforço no quadro de profissionais. “É de suma importância a vinda de delegados para termos uma equipe forte e competente no combate ao crime organizado e na delegacia de mulheres”, explica a delegada regional.

Necessidade de intervenções

É inegável o ganho da Regional da Polícia Civil com a nomeação dos novos delegados. Até mesmo o contato com a delegada regional estava prejudicado, uma vez que a mesma estava sobrecarregada por responder e atuar na unidade de Pitangui e Nova Serrana.

Nossa reportagem, por exemplo, em inúmeras oportunidades tentou o contato pessoal com Dra. Angelita, mas a mesma não se encontrava, por estar atuando em Pitangui.

Contudo não somente a vinda dos profissionais para Nova Serrana, mas uma série de medidas é necessária para tornar a Delegacia Regional adequada para atendimento e ainda, com melhores condições de atuação por parte dos profissionais que cumprem na unidade o atendimento a população e o cumprimento do trabalho de polícia judiciária.

Conforme apurado atualmente existem na regional cerca de 1000 inquéritos referentes a violência domestica. São abertos mensalmente cerca de 50 inquéritos referentes a casos de abuso sexual e estupro, sendo então necessária a ampliação e criação de uma delegacia especializada na Regional.

Quando se é observado a questão de estrutura voltada para os equipamentos, a situação também não é tão diferente, uma vez que a unidade conta com duas novas viaturas, mas os outros veículos apresentam constantemente defeitos e se tornam inutilizáveis.

Ampliação ou construção de uma nova sede

É inegável os avanços obtidos na segurança pública de Nova Serrana, contudo os investimentos promovidos na Polícia Civil não acompanham ou ocorrem na mesma medida que os feitos nos demais órgãos de segurança.

CÂMARA MUNICIPAL – No ano de 2018 foi anunciado pela Câmara de vereadores que R$ 150 mil, seriam devolvidos aos cofres do executivo para que fosse realizada a ampliação da sede da delegacia, contudo até o momento a obra não teve seu início anunciado.

EXECUTIVO MUNICIPAL – Diante disso nossa reportagem entrou em contato com o executivo municipal questionando se os recursos haviam sido ou não repassados pelo legislativo e conforme ressaltou a prefeitura “A Câmara Municipal devolveu os recursos para o caixa do Município. Esse valor seria para uma reforma ou ampliação da Delegacia. A Prefeitura está aguardando da delegacia como será executado, se será ampliando a delegacia, criando um novo espaço ou reformando o existente”.

A prefeitura ainda considerou que “um projeto está sendo elaborado por parte do setor de engenharia do executivo municipal” e ainda ressaltou que viabiliza um aporte a unidade de segurança por meio de convênios firmados. “A Policia Civil conta com um convênio no valor de cento e dez mil reais para gastos com combustível, material de consumo, manutenção de viaturas, copasa, cemig, aluguel, e mais os 20 servidores cedidos para ajudar no quadro de pessoal, que totaliza seiscentos e sessenta mil reais de folha anual com encargos sociais. Totalizando no ano R$ 770 mil”.

Questionada sobre a possibilidade da construção de uma nova sede, a prefeitura afirmou que “o governo municipal trabalha com o comitê de intervenção estratégia na construção de uma sede própria para a 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil”.

E ainda finalizou ressaltando que “este é o governo municipal que mais investiu na segurança pública na história do município. Desde 2017, junto com o comitê, estuda e elabora metas em parceria com as demais autoridades de segurança. Vale lembrar que o poder executivo exerce papel importante nas políticas e estratégias que visam a redução da criminalidade. De 2017 até os dias de hoje, houve redução de mais de 30% na criminalidade”.

DEPUTADO FÁBIO AVELAR – Nossa reportagem ainda entrou em contato com o deputado Estadual Fábio Avelar que informou para nossa equipe a existência de uma verba de aproximadamente R$ 500 mil que será encaminhada para realização de obras junto a delegacia de Polícia Civil, e que aguarda a definição, da delegada e da prefeitura quanto a ampliação ou construção de uma nova sede para destinar os recursos.

O deputado ainda afirmou que trabalhou junto ao governo de Minas para a vinda dos novos delegados e já atua quanto a solicitação de novos investigadores par ampliar o quadro de profissionais da delegacia regional de Nova Serrana.

Foto: Apresentação dos novos delegados

Crédito: Assessoria Fábio Avelar

Mais lidas