Conecte-se conosco

Minas

Covid: ritmo de mortes já é o dobro em relação ao pico da primeira onda em Minas

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Minas Gerais registra nesta quarta-feira, 24 de março, o oitavo recorde consecutivo na média móvel de mortes confirmadas por Covid-19, com quase 210 óbitos registrados por dia ao longo da última semana.


De acordo com o monitoramento, realizado a partir dos dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), os últimos sete dias foram os mais fatais da pandemia em solo mineiro, com ao todo 1.468 óbitos contabilizados no período. O aumento na média é de 54% na comparação com duas semanas atrás.

A escalada já coloca o indicador num patamar superior ao dobro do observado no pior momento da “primeira onda” em Minas Gerais. A média havia chegado a um máximo de 103 mortes diárias no ano passado, entre os dias 15 e 21 de agosto.

A tendência observada é de aceleração nas mortes por Covid-19 em dez das 14 macrorregiões de saúde do Estado, à exceção de Jequitinhonha, Centro Sul, Nordeste e Triângulo Norte.

As previsões pessimistas foram comentadas em entrevista coletiva pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Baccheretti. Segundo ele, as maiores restrições à mobilidade social só deverão apresentar resultados em algumas semanas, enquanto a rede assistencial já encontra-se sobrecarregada no Estado.

“Os óbitos de hoje são de pacientes internados há 20, 30 dias. Como estamos vivendo um momento de alta ocupação de leitos, esses óbitos (de novos pacientes contaminados) vão aparecer daqui a duas, três semanas. Provavelmente, os números aumentarão de forma progressiva e, a cada dia, lamentaremos mais óbitos”, declarou Baccheretti.

RECORDE TAMBÉM NA MÉDIA DE NOVOS CASOS

O ritmo de expansão da doença em Minas Gerais também voltou a bater recorde, superando a marca do último domingo (21), com em média 8.894 novos casos confirmados diariamente ao longo dos últimos sete dias. O número representa um total de 62.262 pessoas diagnosticadas no período e um aumento de 38% em relação a duas semanas atrás.

O cenário é de aceleração em 12 das 14 macrorregiões de saúde. Primeiras a terem sido submetidas à Onda Roxa do programa Minas Consciente, as regiões Noroeste e Triângulo Norte são as exceções, com curvas estáveis neste momento.

Segundo o último boletim epidemiológico da SES-MG, Minas Gerais chegou nesta quarta-feira (24) a um total de 22.497 óbitos e 1.053.994 casos confirmados de Covid-19.

FONTE: POR CRISTIANO MARTINS –  O TEMPO

FOTO: IMAGEM ILUSTRATIVA WEB

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas