Conecte-se conosco

Nova Serrana

Covid-19: Ocupação dos leitos cai e duas novas mortes suspeitas são investigadas em Nova Serrana

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

O município de Nova Serrana obteve uma significativa redução do número de pacientes internados por covid-19. Segundo boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, apenas 12% dos leitos destinados para tratamento de pacientes com Coronavírus estão ocupados.


Os dados divulgados pela gestão de Nova Serrana, apontam que três dos 17 leitos de CTI Covid-19 estão ocupados, o que representa assim a taxa de 12,5% de ocupação.

Já os leitos de enfermaria, a ocupação é ainda menor. Apenas duas das 24 unidades estão ocupadas, obtendo assim o percentual de ocupação de 833%.

Outro fator relevante quanto a ocupação dos leitos é que nenhum paciente de outro município está hospitalizado em Nova Serrana, para tratamento de Covid-19, segundo informado.

Mortes

Se a ocupação dos leitos teve queda, o número de mortes registrou um aumento. De acordo com os dados dois novos óbitos suspeitos estão em investigação, totalizando assim três mortes em analise pela Secretaria Estadual de Saúde.

Vale ressaltar que desde o início da pandemia, 213 mortes por Covid-19 foram confirmadas em Nova Serrana.

Casos confirmados e suspeitos

Nos dados repassados pela administração também foram discriminados os dados referentes aos casos suspeitos e confirmados na última segunda-feira (13).

Conforme informado, desde o início da pandemia foram contabilizados em Nova Serrana 6302 casos confirmados de coronavírus. Atualmente três pacientes estão internados e 53 seguem recebendo tratamento em isolamento domiciliar.

Quanto aos casos suspeitos, foram contabilizados na segunda-feira (13) 1952 notificações, três pacientes estão internados em unidade hospitalar e outros 1949 seguem monitorados em isolamento domiciliar.

Mais lidas