Conecte-se conosco

Governo Estadual

Coronavírus: Juiz de Fora registra 10 dos 14 novos casos de Covid-19 em MG

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Juiz de Fora, na Zona da Mata, já é a segunda cidade de Minas Gerais com o maior número de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. Até essa segunda-feira (30), o município aparecia no balanço da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) como o terceiro na lista dos que concentram o maior número de casos, atrás de Belo Horizonte e Nova Lima.


Contudo, novo relatório do órgão estadual, publicado nesta terça-feira (31), aponta que o número de casos na cidade praticamente dobrou de um dia para o outro. Antes eram 13 casos, agora já são 23. Entre segunda e terça-feira, o Estado registrou 14 diagnósticos para a Covid-19, sendo dez deles apenas em Juiz de Fora.

O município na Zona da Mata figura atrás apenas de Belo Horizonte, onde há 163 moradores infectados pelo novo coronavírus. Entre domingo (29) e esta terça-feira, a capital mineira confirmou duas mortes em decorrência da infecção: uma senhora de 82 anos, moradora de Belo Horizonte, internada no hospital Biocor, e um homem de 66 anos, também residente na cidade.

O terceiro município mineiro com maior concentração de casos é Nova Lima, na região metropolitana de BH. Vinte casos estão confirmados na cidade. O quarto e o quinto lugar são ocupados por Uberlândia, no Triângulo Mineiro, onde há dez pacientes, e Divinópolis, que registrou nove diagnósticos.

Antônio Almas (PSDB), médico e prefeito de Juiz de Fora, decretou na sexta-feira passada (27) uma série de medidas para conter o avanço da doença no município. Estão suspensas por tempo indeterminado as aulas na rede municipal, instituições particulares são orientadas a suspender todas as atividades, eventos também estão cancelados, e existe uma recomendação para que sejam adiadas quaisquer atividades com público superior a cem pessoas. Não há óbitos confirmados na cidade.

Situação em Minas Gerais

O rápido aumento no número de óbitos em investigação para o novo coronavírus em Minas Gerais acende um alerta. Enquanto na segunda-feira a SES havia confirmado a existência de 23 óbitos suspeitos no Estado, nesta terça o número pulou para 40 mortes. Há, em Minas, 275 pacientes diagnosticados com a infecção. O dado pode aumentar nos próximos dias, uma vez que há outros 34.224 mineiros com sintomas semelhantes aos causados pelo coronavírus, aguardando apenas a conclusão dos exames.

Os casos suspeitos, aliás, crescem diariamente: eram 29.724 na segunda-feira, exatos 4.500 a menos que os existentes hoje. Trinta e dois municípios do Estado já notificaram casos confirmados à Secretaria de Saúde. Além dos que apareciam nos balanços anteriores, o relatório desta terça aponta o surgimento do primeiro caso em Alfenas, na região Sul.

Os homens são as pessoas mais acometidas pela infecção: são 164 dos 275 pacientes diagnosticados. As mulheres representam 40,4% do número de casos em Minas Gerais. Há três pessoas com idade acima de 80 anos com o novo coronavírus no Estado, além de quatro crianças entre 10 e 19 anos, uma com idade entre 1 e 9 anos e até um bebê menor de 1 ano. Os mais afetados são as pessoas na faixa etária dos 20 aos 59 anos: são 222 pacientes nessa condição. Em seguida, aparecem os idosos entre 60 e 79 anos, 44 dos casos.

Fonte: O Tempo

Mais lidas