Conecte-se conosco

Copasa

Copasa “desmente” prefeitura; prefeitura “desmente” Copasa

Avatar

Publicados

em

A situação da prestação de serviço da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA) em Nova Serrana, ganhou na última terça-feira, 03 de novembro, mais repercussão e novos fatos.

Isso ocorreu após o Diretor de Operações da Estatal, Senhor Guilherme Frasson, publicar um vídeo, onde desmentiu as informações repassadas pelo município de que o contrato de concessão da empresa em Nova Serrana estaria cancelado.

Por sua vez, o executivo municipal, também divulgou um vídeo onde o Procurador Adjunto do município, Dr. Rildo de Oliveira e Silva, afirmou que a informação repassada pelo diretor da estatal é falsa e mentirosa.

Copasa

Foi amplamente divulgado nas redes sociais no início da noite de terça-feira (03), um vídeo onde o Diretor de Operações da Estatal, Senhor Guilherme Frasson, não só ratifica que ao contrário do que vem sendo informado pela administração, o contrato da companhia com o município segue em vigor, mas também afirmou que a empresa realizará nesta quarta (04) a assinatura de uma ordem de serviço para novas obras na cidade.

Conforme pode ser visto no vídeo, o diretor da Companhia afirmou que “o contrato de concessão da Copasa continua em vigor”, e também anunciou que a Estatal está “em pleno investimento no município de Nova Serrana”, e nesta quarta-feira, será assinada uma “ordem de serviço para complementação da obra de ampliação do sistema na ordem de R$ 4 milhões”.

Segundo informou o diretor, já foram investidos cerca de R$ 30 milhões em obras para garantir o abastecimento em Nova Serrana, e apontou que “é muito importante vocês terem a certeza de que nós continuamos operando o sistema de abastecimento de Nova Serrana, garantindo para toda a população o atendimento em termo de serviço de saneamento”.

Prefeitura

Diante das afirmações divulgadas no vídeo do diretor da Copasa, rapidamente a prefeitura se manifestou sobre o caso. Um vídeo foi publicado também nas redes sociais onde o Procurador Adjunto da prefeitura, Dr. Rildo de Oliveira e Silva, comentou as colocações feitas pelo diretor da Copasa e chegou a dizer que a fala do executivo da estatal, quanto a contrato estar vigente, é uma mentira.

“O município tomou conhecimento agora a pouco da divulgação de um vídeo do senhor Guilherme Frasson, Diretor de operações da Copasa  falando que o contrato de operação da Copasa no município continua em vigor. Essa informação é falsa, é mentirosa”

De acordo com as falas do procurador adjunto, “a cassação do contrato de concessão da Copasa ocorreu no mês de agosto, foi publicada no diário oficial do município no dia 19 de agosto deste ano, estando a disposição de quem quiser consultar”.

Dr. Rildo seguiu suas colocações afirmando que “até o momento não tomamos conhecimento de nenhuma ação judicial questionando essa cassação”.  E ainda afirmou que o executivo foi surpreendido pelo vídeo divulgado.

“Nos surpreendeu esse vídeo. Entendemos que talvez esse senhor, o senhor diretor, nesse momento divulgando notícia falsa, talvez seja pelo fato da desorganização da empresa, o seu jurídico talvez não o tenha comunicado dessa decisão, que já é de agosto, ou seja há quase três meses e contundo ele ainda não tenha esse conhecimento, ou tem e está usando de má fé, não sabemos porque, divulgando notícia falsa”.

Quanto aos investimento o procurador adjunto afirma que “a Copasa está fazendo por conta e risco, porque ela foi notificada em agosto da cassação de sua concessão. Ela ainda não saiu do município e deixou de operar porque é um serviço essencial e não pode ser interrompido enquanto uma nova empresa não for contratada por processo licitatório, coisa que a Copasa nunca participou no município. Sempre foi contratada ao arrepio da lei, sempre foi contratada sem o processo licitatório que é determinado pela constituição federal”.

Finalizando Dr. Rildo de Oliveira e Silva, reforçou que a notícia divulgada pelo diretor da Copasa é falsa e mentirosa. “Então a informação, é mentirosa é falsa, no linguajar popular é a chamada fake news”.

Nota da prefeitura

A reportagem deste Popular entrou em contato diretamente com o Procurador Adjunto do município, em busca de mais informações sobre os fatos divulgados pelo Diretor da Copasa e rebatidos pela administração municipal.

Nossa equipe foi prontamente atendida e recebeu uma nota encaminhada pelo Procurador Adjunto de Nova Serrana, Dr. Rildo de Oliveira e Silva, confira:

Nota a Imprensa

“A Copasa mais uma vez se mostra totalmente desorganizada e sem controle, visto que o diretor de operações da empresa sequer tem conhecimento das decisões do campo jurídico que afetam o campo de operações. Talvez o Jurídico da empresa não tenha comunicado o diretor de operações da cassação do contrato de concessão com o município de Nova Serrana. O contrato foi cassado por decisão do processo administrativo de número 002/2020”.

Nota da Copasa

A equipe deste Ppular entrou em contato na manhã desta quarta-feira (04) com o setor de comunicação da Copasa, em busca de informações oficiais da Companhia. Nossa equipe foi atendida pela assessoria de comunicação, contudo até o fechamento desta reportagem não obteve nenhuma resposta oficial.

Seguimos no aguardo do posicionamento da companhia, que será inclusive publicada neta matéria, junto a próxima edição impressa deste Popular.

Mais lidas