Conecte-se conosco

Saúde

Caso de meningite é confirmado em óbito de criança de seis anos em Nova Serrana

Publicados

em

A criança de seis anos de idade deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na última quarta-feira pela manhã e algumas horas após ter entrado na unidade veio a falecer.

A secretaria Municipal de Saúde de Nova Serrana, notificou a Gerência Regional de Saúde em Divinópolis e confirmou na última quarta-feira, de 25 de abril a morte de uma criança de seis anos de idade por Meningite Bacteriana.

A criança de seis anos de idade deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na última quarta-feira pela manhã e algumas horas após ter entrado na unidade veio a falecer.

A partir da suspeita foi implementado pela Secretaria o processo de investigação da causa morte que foi confirmado como o primeiro caso da doença em Nova Serrana em 2018.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a morte da criança, no entanto foi um caso isolado, não havendo motivo para que se tenha alarde sobre a possibilidade de um surto da doença bacteriana que é contagiosa.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) disse que a meningite é uma doença endêmica, que ocorre em todas as regiões, durante todo o ano, e que depende da suscetibilidade de cada um.

De acordo com a SES, a Regional de Saúde de Divinópolis e o Nível Central da SES-MG estão em contato com os municípios da região, para que as devidas ações de controle sejam implementadas.

De acordo com a secretária Municipal de Saúde, Glaucia Sbampato, existe a suspeita que a criança tenha contraído a doença na cidade, mas afirmou que não existe nenhuma forma específica de comprovação e medidas já foram tomadas. “Diante do caso, a secretaria adotou medidas para evitar outros registros. A meningite bacteriana é uma infecção que provoca a inflamação do tecido que envolve o cérebro e a medula, causada por uma bactéria, assim iniciamos os procedimentos de acordo com o determinado em casos semelhantes para que sejam reduzidas as possibilidades de novos casos no município”. Explicou Glaucia Sbampato.

A secretária disse ainda que os procedimentos adotados seguem o protocolo do Ministério da Saúde e a secretaria já atua com atenção especial sobre o caso. “De imediato, quando há um caso suspeito de meningite, o próprio protocolo do Ministério de Saúde nos obriga a fazer a investigação, a profilaxia, que é o medicamento nas pessoas que tiveram contato com ela, e isso já foi feito, estamos observando o caso com toda a cautela e atenção que a situação demanda”, explicou Sbampato.

Imunização e cuidados

De acordo com Sbampato, os trabalhos desenvolvidos pela saúde municipal com a constatação da doença abrangeu ainda a escola em que a criança estudava, onde foi uma averiguação dos cartões de vacina das crianças, para checar se as doses contra meningite estão em dia. “Realizamos a fiscalização do cartão de vacinação de todas as crianças da escola em que ela estudava. Apenas três crianças não estavam com a vacina em dia, e nós fizemos as doses colocando assim a vacinação de todas na unidade educacional em dia”. Afirmou a secretária

Foi pontuado pela secretaria que conforme estabelecido pelo Ministério da Saúde, a vacina contra meningite está disponível em todos os postos de saúde da cidade, para crianças menores de 5 anos e adolescentes com idade entre 11 e 14 anos.

 Fatalidade

Glaucia ainda lamenta a morte da criança, ponderando que a vacinação da menina que veio a óbito estava regular, o que torna o fato uma verdadeira fatalidade. “No caso da criança que veio a óbito, ela estava com três doses, estava imunizada, então a morte infelizmente foi uma fatalidade”, lamentou a secretária de saúde.

 Meningite em Minas Gerais

A meningite é uma doença endêmica que ocorre em todas as regiões, durante todo o ano. A doença é universal e depende da suscetibilidade do indivíduo.

A principal medida de prevenção é a vacinação. Há vacinas para prevenir as meningites, no entanto, não para todos os tipos de vírus e bactérias. As vacinas são recomendadas pelo Ministério da Saúde e indispensáveis para garantir a proteção individual e coletiva.

Minas Gerais foi o primeiro estado do país a introduzir a vacina contra a Meningite C, em 2009. A vacina é disponibilizada para crianças menores de 02 anos e também para adolescentes de 11 a 14 anos. A faixa etária será ampliada gradativamente até 2020, quando serão incluídas as crianças e adolescentes entre 9 até 13 anos.

Em nota a SES afirma que a Regional de Saúde de Divinópolis e o Nível Central da SES-MG estão em contato com os municípios para as devidas ações de controle da doença.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas