Conecte-se conosco

Câmara Municipal de Nova Serrana

Para julgamento de Cassação de Osmar Santos Câmara tenta intimar Admilson Cheroso suplente de Willian Barcelos

Avatar

Publicados

em

Apesar das tentativas legislativo não consegue intimar Admilson Cheroso, primeiro suplente de Willian Barcelos, para compor os 13 votos no julgamento de cassação contra Osmar Santos na próxima sexta-feira

Na próxima sexta-feira, dia 17 de julho, acontecerá no plenário da Câmara Municipal, o julgamento de Osmar Santos, referente ao processo de cassação pela acusação de uso de cartão corporativo da Câmara Municipal.

A denúncia contra Osmar foi apresentada por Willian Barcelos, sendo assim o vereador não pode ser um dos edis que votarão no julgamento. Sendo assim a presidência da Câmara Municipal determinou a intimação do suplente direto do denunciante, senhor Admilson Silva Emiliano (Admilson Cheroso), fato que até o fechamento desta reportagem não teve sucesso.

O presidente Ricardo Tobias, determinou na última terça-feira, que o suplente de Willian Barcelos fosse intimado, para que se tenha no julgamento os 13 votos, sendo necessário 2/3 da casa, ou seja, 09 votos favoráveis, para que Osmar Santos seja cassado.

Contudo o legislativo não conseguiu até o momento intimar o suplente, que por duas vezes não foi encontrado em sua residência. Sendo que em primeira tentativa, o servidor nomeado da Câmara Municipal foi recebido pela esposa do suplente que não soube informar o horário que o marido retornaria para casa. Já na segunda tentativa, poucos minutos depois, o servidor apenas informou que Admilson  Cheroso não estava em sua residência.

Solicitação de negativa por escrito

No dia 30 de junho, o suplente já havia sido convocado para participar das oitivas referente ao processo de cassação. Admilson Cheroso recebeu o documento da presidência, mas não compareceu durante as oitivas.

Em despacho emitido pela presidência da Câmara Municipal, foi solicitado por Ricardo Tobias, no dia 07 de julho, que o suplente se manifestasse por escrito justificando a recusa do comparecimento, o que até o fechamento desta reportagem não ocorreu, segundo apurado.

Segundo os documentos que o Popular teve acesso, após a primeira notificação, o suplente não foi mais encontrado pela casa para ser intimado quanto ao comparecimento no julgamento do processo de cassação contra Osmar Santos.

Cabe ainda ressaltar que nossa reportagem entrou em contato com o suplente pelo aplicativo Whatsapp. O Jornal O Popular questionou Admilson Cheroso, se o mesmo participaria do julgamento, se iria renunciar a suplência, ou se gostaria de fazer alguma outra consideração para que o a matéria não fosse publicada sem considerações do suplente. Contudo Asmilson Cheroso se ateve a responder que não tem nada a declarar sobre o assunto.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

JORNAL O POPULAR – A NOTÍCIA COM DEVE SER

Mais lidas