Conecte-se conosco

Direitos Humanos

Câmara aprova projeto que pode legalizar invasões no bairro José Silva de Almeida

Publicados

em

Foi aprovado na Câmara Municipal de Nova Serrana, na reunião ordinária da ultima terça-feira, dia 22 de maio, o projeto de lei 117/2017, de autoria do vereador Osmar Santos (PROS), que dispõe sobre a regularização dos terrenos invadidos no bairro José Silva de Almeida.

O projeto que carrega consigo a polêmica de aparentemente ter tornado as invasões legais no bairro em questão, foi aprovado com emendas de autoria do vereador Willian Barcelos (PTB) que foram apresentadas em plenário, e contou com cinco votos contrários e sete votos a favor.

Com a presença de aproximadamente 350 pessoas que durante a solenidade geraram  muita interferência popular, o projeto que segundo o presidente seria colocado em pauta na semana que vem, teve sua votação antecipada. Segundo o Osmar Santos (PROS) a antecipação se deu pelo fato de que já se passou muito tempo sem que nada fosse feito e a polêmica por de trás da pauta deveria acabar.

Sendo apreciado pelos vereadores o projeto foi aprovado com os votos dos vereadores Adair da Impacto (AVANTE) Gilmar da Farmácia (PROS),  Terezinha do Salão e Willian Barcelos (PTB), Valdir Mecânico e  Valdir das Festas Juninas (PCdoB) e Chiquinho do Planalto (PSD).

Contrários ao projeto votaram os vereadores Pr. Giovane Máximo  e Jadir Chanel (MDB), Juliano do Boa Vista (PSD), Ricardo Tobias e Wantuir Paraguai (PSDB).

O presidente da casa não pode votar devido ao regimento interno da Câmara, contudo afirmou que se tivesse a opção de voto, ele seria o oitavo vereador favorável a pauta.

Informações completas e mais detalhes sobre o projeto das invasões no bairro José Silva de Almeida, você confere na edição do jornal O Popular de quinta-feira, dia 24 de maio.

FOTOS: Thiago Monteiro – Jornal O Popular

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas