Conecte-se conosco

Saúde

Brasil vive surto de sarampo, mas doença ainda não foi notificada em Nova Serrana

Publicados

em

Secretaria Municipal de Saúde, informa que nenhum caso da doença foi registrado até então no município, e vacinação acontece normalmente conforme determina Ministério da Saúde

Após surto de febre amarela, dengue, meningite e gripe é a vez de um surto de sarampo chamar a atenção das autoridades de saúde em todo o país.

A situação que vem sendo vivenciada em diversos estados Brasileiros é preocupante pelo fato da doença ser altamente contagiosa, se manifestar de forma grave e até matar.

Devido a grande incidência da doença, alguns estados o Ministério Público chegou até mesmo a divulgar vídeos alertando aos pais e responsáveis sobre penalidades e consequências por negligências quanto a vacinação de crianças.

SURTO – De acordo com a Vigilância Sanitária, a onda de quadros teve início com a vinda de venezuelanos infectados ao País, o que resultou na confirmação de mais de 300 casos do acometimento no Amazonas e 200 em Roraima.

A doença era considerada erradicada no Brasil desde 2016, mas dados recentes alertam que os casos voltaram à tona e, inclusive, resultaram em ao menos três mortes.

Conforme divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o contágio do sarampo ocorre por meio de tosse, espirros, fala ou respiração, o que explica a rapidez e facilidade de transmissão. Além disso, gotículas contaminadas dispersas no ar, fruto da respiração, por exemplo, podem permanecer ativas por algumas horas, aumentado ainda mais o risco de contágio.

Ainda segundo a Fiocruz a pessoa infectada com sarampo transmite a doença a partir de quatro dias antes de as erupções aparecerem (quando há febre alta e mal-estar) até quatro dias após estas manchas surgirem.

Os sinais e sintomas do sarampo surgem de 10 a 14 dias, período de incubação, após a exposição ao vírus e geralmente incluem, febre, tosse seca, coriza, congestão nasal, mal-estar, dor de garganta, olhos inflamados e irritados.

A doença ainda tem como sintomas pequenos pontos brancos com centros branco-azulados sobre um fundo vermelho encontrados dentro da boca, no revestimento interno da bochecha e ainda erupções avermelhadas na pele que começam no rosto e descem em direção aos pés.

COMPLICAÇÕES – O sarampo é uma doença perigosa que pode resultar em otite média aguda, pneumonia bacteriana, laringite, doenças cardíacas e neurológicas, sendo a mais grave a panencefalite esclerosante subaguda, acometimento causado pela infecção do vírus no cérebro que pode gerar descontrole de todas as funções do organismo e morte.

As pessoas que têm mais risco de serem vítimas do surto de sarampo são bebês a adultos de 49 anos de idade. Profissionais que trabalham com turismo, aviação e sexo estão mais expostos ao problema.

A única forma de prevenção do sarampo é por meio da vacina, que está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) e na rede particular.

NOVA SERRANA – Em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, foi informado pela gerente de endemias Katiuscia Francisca, que os boletins epidemiológicos vem sendo acompanhados pelo setor e que em Nova Serrana nenhum caso ainda foi notificado.

Ainda segundo informado, os processos de aplicação da vacina tríplice viral, seguem acontecendo normalmente na cidade. Para realização da imunização basta os responsáveis comparecerem as unidades de saúde portanto o cartão de vacina e caso seja constatado que a dose imunológica ainda não foi ministrada será realizado a aplicação, conforme estabelece o protocolo do Ministério da Saúde.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas