Conecte-se conosco

Bom Despacho

Bom Despacho registra 8° caso de chikungunya

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
Para evitar a proliferação da doença, é necessário combater o mosquito Aedes aegypti.
Bom Despacho confirmou o 8º caso de febre chikungunya na cidade. A paciente tem 26 anos e está com muitas dores na região lombar. Ela está em tratamento com o médico referência em doenças subtropicais em BD, o Doutor Péricles Gontijo.


“A Vigilância Epidemiológica realizará a investigação epidemiológica do caso para imediatamente iniciar o bloqueio de transmissão para controle da doença no município. Ressalto que sem a colaboração da população no combate ao vetor fica difícil controlar a doença que é grave, que pode impossibilitar que o paciente realize tarefas diárias de rotina por um logo tempo. E em pessoas com comorbidades pode se agravar e ser fatal”, afirmou o gerente da Vigilância Epidemiológica, Fernando Júnior.

A chikungunya é transmitida pelo Aedes aegypti, mesmo mosquito transmissor da dengue e zika vírus. Para combater a doença, é necessário acabar com os focos de reprodução do mosquito que são quaisquer locais que armazenem água parada. 95% destes focos estão dentro de imóveis.

Fonte: Prefeitura de Bom Despacho
Foto: Imagem Ilustrativa/Bio em foco

Mais lidas