Conecte-se conosco

Policial

Bebê de 4 meses é encontrada morta dentro de casa

Publicados

em

Uma menina de 4 meses de idade foi encontrada morta na manhã deste domingo (5/11). A criança foi encontrada dentro da própria casa na cidade de Esmeraldas, na grande BH.


Segundo informações repassadas pela Polícia Militar (PM), a mãe da criança informou que foi dormir normalmente na noite de sábado (4) com a bebê e outro filho de 4 anos, todos na mesma cama. Um terceiro filho, de 10 anos, dormia em um quarto ao lado.

Ao acordar na manhã deste domingo, a mulher viu que a bebê sangrava pelo nariz e acordou o filho mais velho pedindo que ele pedisse ajuda aos vizinhos. Um dos vizinhos então acionou a PM, mas quando os militares chegaram a criança já estava sem vida.

Por sua vez a PM confirmou que as manchas de sangue haviam escorrido pelo nariz, contudo foi constatado também marcas roxas no lado direito da barriga da criança.

A perícia da Polícia Civil foi acionada e, a princípio, descartou qualquer possibilidade de crime. Segundo o boletim de ocorrência registrado pela PM, o perito apontou como causa da morte asfixia mecânica.

Os peritos ainda indicaram que as marcas roxas teriam sido causadas por acúmulo de sangue na região, em razão da posição em que a criança estava deitada, não apontando para hematomas físicos.

Apesar das analises iniciais, a PCMG ressaltou que a definição da causa da morte só será conhecida após o laudo do Instituto Médico-Legal (IML).

Por fim foi ainda informado pela PCMG que mãe foi levada à delegacia de plantão de Ribeirão das Neves para prestar esclarecimentos e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Confira a nota da Polícia Civil sobre o caso:

“Sobre o encontro de cadáver registrado nesta manhã (5), em Esmeraldas. a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que a perícia compareceu ao local para realizar os primeiros levantamentos. O corpo da criança foi removido ao Instituto Médico-Legal André Roquette para ser submetido a exames. A mãe foi conduzida para a Delegacia de Plantão, em Ribeirão das Neves, onde foi ouvida e liberada. A PCMG aguarda a conclusão dos exames para concluir a causa e circunstâncias da morte da criança. A investigação tramita na Delegacia de Polícia Civil em Esmeraldas”.

Mais lidas