Conecte-se conosco

Negócios

BDMG lança linhas especiais para financiar projetos de energia limpa

Avatar

Publicados

em

BDMG busca criar oportunidades para aproveitamento do potencial de Minas Gerais e sua liderança na geração distribuída de energia solar
A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) lançou no mercado linhas de crédito especiais para projetos de autoconsumo ou geração de energias renováveis em Minas Gerais. Os financiamentos podem ser contratados por empreendimentos de todos os portes, de micro a grandes empresas, mediante parcerias do banco com os integradores e distribuidores do mercado ou via contratação direta, conforme cada linha.


O objetivo é dinamizar negócios especialmente no segmento fotovoltaico, seja para projetos de autoconsumo ou para projetos de longo prazo que envolvam geração de energia, como usinas solares. As linhas também contemplam o financiamento de pequenas centrais hidrelétricas (PCH), centrais de geração hidrelétrica (CGH), iluminação sustentável (lâmpadas de LED, por exemplo), bem como iniciativas focadas em ganhos de eficiência energética.

As taxas praticadas variam conforme cada linha, tipo de projeto e condições da empresa solicitante, mas, em geral, estão em um patamar abaixo do mercado. O prazo de pagamento pode variar entre 72 e 144 meses, com carência entre 6 e 24 meses, permitindo maior planejamento e controle financeiro na implantação dos projetos, principalmente no atual momento de desafios econômicos.

“O lançamento destas linhas de crédito verde está em sintonia com o propósito de o BDMG ser um agente indutor de uma recuperação econômica mais sustentável, aproveitando a vocação natural do nosso estado e sua liderança na geração distribuída de energia solar no país. Cabe ao banco, portanto, criar oportunidades para que este potencial se materialize em novas práticas de mercado, estimulando uma agenda socioeconômica conectada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU”, explica Sergio Gusmão, presidente da instituição.

Em 2020, o banco desembolsou recursos de R$ 97,8 milhões principalmente para projetos de energia solar fotovoltaica, além de hidrelétricas de pequeno porte, alta de 67% sobre o ano anterior. Os projetos financiados reuniram potencial para gerar energia equivalente ao consumo anual médio de 28 mil domicílios. Por sua vez, Minas Gerais é líder no segmento de energia solar, responsável por 18% de todo o potencial instalado no país, com 844 cidades abastecidas por geração própria de energia.

Para mais informações sobre como solicitar o crédito acesse www.bdmg.mg.gov.br/creditoverde

Fonte: Agência Minas

Foto: Pedro Gravatá/BDMG/Divulgação

Mais lidas