Conecte-se conosco

Administração

Após um mês do primeiro óbito, Minas Gerais tem 71 mortes e 79.313 casos suspeitos

Israel Silveira

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Minas Gerais completa um mês desde o anúncio da primeira morte no estado por COVID-19, em 29 de março, com 71 mortes. O número deu um salto de 10 mortes confirmadas em relação ao boletim de segunda (27), passando de 62 para 71 mortes, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na terça (28).


O número de casos confirmados subiu para 1.649, mas há 79.313 sem diagnóstico. Também são investigados 88 óbitos. Foram confirmadas morte em Nanuque (homem 68 anos), São Sebastião do Paraíso (mulher 72 anos), Três Pontas (mulher 72 anos), Nova Serrana (mulher de 81 anos), Poço de Caldas (homem 67 anos), Extrema (mulher de 46 anos), Espinosa (homem de 55 anos), Varzelândia (mulher de 75 anos), Cataguases (homem de 84 anos), Uberaba (homem de 72 anos) e São Francisco (homem de 75 anos).

Epicentro da pandemia no Estado, Belo Horizonte saltou de 11 para 14 mortes e tem 555 casos confirmados. A capital
é seguida por Uberlândia com 88 casos confirmados e sete mortes e Juiz de Fora com 119 casos confirmados e três mortes.

A SES confirmou casos da doença em 148 municípios e já foram registradas mortes em 47 deles.

Em Minas, a maior parte dos casos confirmados são entre os homens, 806, enquanto 775 mulheres foram contaminadas pelo novo coronavírus. A maior parte dos casos confirmados, 77%, está na faixa etária de 20 a 59 anos.

Acima dos 60 anos, considerada a faixa de risco, foram 311 casos confirmados. A maior parte das mortes, 80%, foi de
pessoas com idade acima de 60 anos.

  • Fonte Estado de Minas

CLIQUE AQUI E FAÇA PARTE DE NOSSO GRUPO DE WHATSAPP

JORNAL O POPULAR – A NOTÍCIA COM DEVE SER

Mais lidas