Conecte-se conosco

Governo Municipal

Após erro de informação do Estado, Bom Despacho tem 22 casos confirmados de Covid-19 retirados de boletim

Avatar

Publicados

em

Um erro foi cometido pelo governo de Minas Gerais e a cidade de Bom Despacho que até a última sexta-feira, dia 22 de maio, tinha apenas 05 casos de
covid-19 confirmados, passou a ter 27 casos, segundo boletim divulgado pela SES-MG.
Por sua vez, diante da divulgação do boletim, a prefeitura de Bom Despacho, emitiu uma nota no último sábado, dia 23 de maio, informando que o município estaria investigando os dados divulgados pelo Governo de Minas, relacionados aos casos de coronavírus confirmados para a cidade.
Conforme repassado, “o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus e a Prefeitura foram notificados ou receberam exames para 9 casos positivos para Covid-19. No Boletim Epidemiológico do Estado, divulgado, constam 27 casos da doença para Bom Despacho. Entretanto, até o momento, o Município não foi notificado sobre essa diferença de 18 casos”.
Segundo a prefeitura, devido a diferença os membros do comitê e servidores da Prefeitura estão apurando as informações e “assim que tivermos uma resposta do Estado divulgaremos. Desde o início estamos pautados na transparência e é assim que continuaremos”, destacou o presidente do comitê, Dr. Humberto de Paula e Silva.
Conforme divulgado no sábado, Bom Despacho teria 27 casos de coronavírus confirmados, contudo, já no domingo o Governo de Minas retificou o erro e retirou 22 casos, que foram atribuídos ao município, que voltou a ter contabilizado 05 casos de covid-19 confirmados.
Diante da falha, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG), informou ao G1, por meio de nota, que as alterações/atualizações no dado “município de residência” podem ocorrer em virtude da dinâmica das investigações clínico-epidemiológicas realizadas diariamente pelos municípios e Unidades Regionais de Saúde. Sendo assim, essa informação pode ser atualizada à medida em que é verificada pelos municípios e validada pelas Unidades Regionais de Saúde para envio ao COES-Minas. “Vale ressaltar, também, que os dados divulgados no boletim epidemiológico são parciais e passíveis de alterações”, informou.
Fonte: Com nota apurada junto ao G1

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

JORNAL O POPULAR – A NOTÍCIA COM DEVE SER

Mais lidas