Conecte-se conosco

Colunistas

Alta velocidade – prevenção – lixo – insatisfação – cassação

Welder Gontijo

Publicados

em

29ALTA VELOCIDADE – PREVENÇÃO – LIXO – INSATISFAÇÃO – CASSAÇÃO

As mudanças ocorridas no trânsito da cidade, especialmente na região central, foram sentidas e naturalmente proporcionaram motivos para bons debates entre seus usuários, comerciantes, moradores, enfim, da população de uma forma geral. Para uns a mudança propiciou melhorias por entenderem que o fluxo de veículos agora se apresenta mais dinâmico. Para outros houve uma extrema prejudicialidade, haja vista que as maiores reclamações são provenientes de pedestres que reclamam do não funcionamento ou funcionamento precário dos sinais luminosos para pedestres, faixas apagadas, falta de sinalização horizontal e vertical bem como de comerciantes que de uma forma ou outra, entendem que da maneira como está, os rendimentos de seus negócios sofreram impactos negativos.

NOVAS ETAPAS

Decorridos aproximadamente quinze dias da implementação da primeira etapa da alteração no trânsito e conhecedor de que outras mudanças ainda fazem do planejamento a ser implementado, necessário se faz uma reflexão sobre o mesmo, já que ações que contemplem a segurança, especialmente dos pedestres ainda não foram vistas. Pela divulgação preliminar, ainda três etapas serão executadas no trânsito local.

SEGURANÇA

É notório que com a configuração do novo layout de trânsito da área central, dotado de mais vias de direção em um único sentido, propiciou um tráfego mais ágil. Porém aquilo que poderia ser entendido e utilizado como beneficio, tem afetado substancialmente a segurança dos pedestres. A sinalização luminosa precária (ou inexistente) para os pedestres, as calçadas irregulares, ora obstruídas por placas de propagandas, comércios ambulantes, hippies, acúmulo de lixos, entre outros, fazem com que pedestres em horários de pico tenham que se locomover na avenida, disputando espaços com veículos.

EDUCAÇÃO

Espera-se que em uma destas etapas próximas, possa ser dedicada também uma atenção especial a conscientização de todos os usuários, a qual em nosso entendimento deveria estar inserida na primeira, mas já que não foi, que seja concebida nas próximas e que seja constante.  A ação tem por objetivo conscientizar motoristas para que respeitem os pedestres, que não imponham velocidade acima do permitido em zona urbana, que motociclistas não invadam as calçadas para se desvencilhar de um trânsito momentaneamente parado em função de um sinal fechado. De pedestres para que utilizem as calçadas e faixas próprias de travessias. De comerciantes, afim de não obstruir as diminutas e irregulares calçadas com publicidades de suas lojas, entre outras.

ALTA VELOCIDADE

Para quem bem conhece Nova Serrana, sabe perfeitamente que a cidade não foi planejada, especialmente em sua área central para receber a quantidade de veículos que recebe nos dias atuais. Pela nova logística implementada, a retirada de quebra molas, como ocorrido na Rua Padre Libério, se torna perceptível que alguns motoristas, especialmente em horários de pico, têm exercido uma velocidade bem acima da considerada ideal para o local, colocando em risco os demais. O encontro entre as Ruas Padre Libério, Tupis e Cel. Martinho Ferreira do Amaral, tem se tornado bem confuso, pelo grande fluxo de veículos, ocasionados provavelmente pela ausência de um sinal luminoso, a audácia de alguns motociclistas que avançam sobre as calçadas, já que a diferença de elevação entre a calçada e a via de transito é mínima ou inexistente.

PREVENÇÃO

Sem dúvida, quando medidas preventivas são postas em execução, os efeitos negativos, seja em que área for, tendem a ter um impacto bem menor. A conscientização deve ser promovida pelos órgãos responsáveis e seguida por toda a cadeia de envolvidos, ou seja, motoristas, motociclistas, ciclistas, pedestres, comerciantes, etc. Um trânsito só se faz melhor e seguro a partir do momento que todos se complementem, respeitando uns aos outros. O peso da cultura imposta a uma sociedade por décadas, que por tanto tempo viu seu trânsito acontecer em baixa velocidade em virtude de quebra molas, ruas estreitas de trânsito intenso em ambos os sentidos, precisa ser acompanhado com atenção. Como já dito, a planta central de nossa cidade, conhecidamente não oferece condições para um trânsito de veículos em alta velocidade. A atenção com uma possível elevação no número de atropelamentos deve ser vista com relevante urgência.

LIXO

A experiência de lixo não coletado em Nova Serrana não é nova, porém este fato que era dado como passado tem estado mais presente do que se possa imaginar na vida dos Nova Serranenses. Há mais de ano, a limpeza urbana vem sendo contestada por esta coluna, vereadores e boa parte da população. Em um comunicado recente, a administração municipal informou que reconhece os problemas recorrentes na coleta de lixo e que assumiu o recolhimento do mesmo. Para uns a questão é tratada como surpresa, portanto emergencial, para outros que acompanhavam a “qualidade” dos serviços prestados a atitude foi entendida como esperada e que a partida da prestadora de serviços se deu tardiamente, sem deixar saudades.

EFICIÊNCIA

Espera-se que com o retorno da responsabilidade pela coleta do lixo ao próprio município, que os veículos utilizados estejam em perfeitas condições mecânicas, que as normas de proteção e segurança ao trabalhador sejam rigorosamente cumpridas e que especialmente a eficiência dos serviços de limpeza, sejam mais satisfatórias. Como já dito em oportunidades passadas, qualquer coisa que se fizer agora, provavelmente será melhor do que a ofertada por esta empresa que sequer deveria ter vindo.

INSATISFAÇÃO

Pelas redes sociais é nítido o sentimento de indignação dos moradores com a coleta de lixo. O administrador de um grupo de debate político da cidade divulgou uma nota em suas redes sociais, onde incisivamente prometia que se o executivo municipal não tomasse imediata providência no sentido de sanar o problema de recolhimento dos lixos, que o mesmo disponibilizaria seus próprios veículos para que a coleta fosse realizada, deixando todo o material coletado na porta do centro administrativo. Já outro internauta não teve a paciência em esperar, utilizou do seu próprio veiculo, filmando seu próprio ato, em um ato simbólico, colocando dois sacos próximos ao centro administrativo. O munícipe descontente, além de assumir a titularidade, filmar o ato e seu próprio rosto, deixou registrado também o número de seu telefone.

CLEITINHO

O deputado estadual Cleitinho, que por muitos é amado, mas por outros tratados com desconfiança (especialmente chefes de executivo), visitou a câmara municipal de Nova Serrana. De posse de sua conhecida metralhadora, que tanto medo causa por onde anda, veio cobrar do legislativo municipal, especialmente de sua presidente interina, uma solução para a situação dos vereadores “cassados”. Conhecedora do imbróglio que poderia ser criado com a visita, Terezinha do salão, recebeu o deputado, informando que todas as reuniões realizadas em seu gabinete são gravadas.

AFASTADOS

Após a cobrança do deputado, Terezinha esclareceu que os citados vereadores encontram-se “afastados” por decisão judicial e não cassados, como inicialmente dito. Em um vídeo editado, e publicado pelo deputado e sua assessoria em redes sociais, ao final foi perceptível o reconhecimento pelo deputado quanto ao equivoco cometido. De acordo com a vereadora, prometeu o deputado que se dirigia ao Ministério Publico para que providências fossem tomadas sobre o assunto.

CASSAÇÃO

Já o pedido de cassação impetrado pelo presidente do MDB local junto ao legislativo municipal, que teria sua entrada em plenário na última reunião, foi retirado de pauta. A retirada se deu através de um pedido do vereador Ricardo Tobias, que em síntese, explicou que gostaria de se reunir com o corpo jurídico do legislativo municipal, a fim de se obter mais informações sobre a legalidade do pedido, já que não gostaria de cometer nenhuma injustiça. A justificativa de Ricardo foi acompanhada pelo vereador Chiquinho do Planalto. Como o pedido não foi feito pelo autor, requereu a presidente que o vereador formalizasse um pedido por escrito. Ao final da sessão, subliminarmente o plenário acatou que o pedido fosse retirado daquela sessão, convocando-se uma reunião com todos os vereadores e todo corpo jurídico interessado e especializado no assunto.

FRASE DA SEMANA

“Também concordo com o vereador Ricardo Tobias, porque até então os vereadores não foram julgados, não foram condenados. Nós não temos uma determinação judicial. A gente discutir esta situação aqui hoje é complicado. Precisamos mesmo marcar uma reunião com todos os vereadores, com o jurídico, chamar mais jurídico, para sentarmos e analisarmos, para fazermos o que é correto. Nós não podemos julgar. Eu não quero aqui fazer justiça sem conhecimento. Se condenados, sim. Até o momento não foram condenados. Não podemos correr riscos, temos vereador nesta casa que paga por isso, no passado foram feito… No nosso mandato, nunca tivermos aqui um afastamento de vereador, então é preciso analisar”. Chiquinho do Planalto – vereador – PSD – Nova Serrana.

WELDER GERALDO GONTIJO é advogado e contador, especialista em Direito e Processo do Trabalho, articulista político, foi secretario municipal de Nova Serrana na gestão 2013/2016.

Continue Lendo
Propaganda

Mais lidas