Conecte-se conosco

Editorial

A importância da inteligência dos órgãos de segurança pública!

Publicados

em

Há quase um ano publicávamos em nosso Popular uma das capas que marcou o ano de 2017. A manchete “Faxina no Tráfico”, não só foi muito elogiada pelo comando das forças de segurança pública, mas também passou a mensagem de que em Nova Serrana os tempos eram outros.

Em uma operação conjunta muito bem realizada, chamada de “Macaco Prego”, o Ministério Público, Polícia Militar e Policia Civil, faxinaram o tráfico de Nova Serrana. Cumpriram 17 mandatos de prisão e colocaram atrás das grades os chefes do tráfico de drogas na cidade.

O famoso Preto do Gamas e muitos outros traficantes que movimentavam o mundo do tráfico em nossa cidade terminaram presos, contudo a justiça brasileira é sempre cabível de surpresas e o que se esperava era que, inevitavelmente mais cedo ou mais tarde eles estariam novamente nas ruas.

Só que dessa vez as coisas não foram bem assim. Isso porque em primeiro lugar os processos, a investigação e a prisão foram desenvolvidos com maestria e perícia, e assim as possíveis brechas, os possíveis meios pelos quais os criminosos se beneficiam foram fechados.

Como consequência do brilhante trabalho, os bandidos foram condenados e somando as penas temos um total superior a 220 anos de cadeia.

Somente o Preto do Gamas foi condenado em 23 anos de prisão. E se tudo correr como deve acontecer ele ficará fora da sociedade, com seus mandos e desmandos limitados, por mais de uma década.

É claro que como não poderia ser diferente a alegria completa é sempre inconsistente; duas das condenadas irão cumprir suas penas em regime aberto, mas os 15 que sobraram até poderão reaver a condenação em segunda e terceira instancia, porém estes terão que fazer o mesmo presos, retirados da sociedade que eles fizeram tanto para destruí-la.

Quando analisamos esse quadro caro leitor, temos que reforçar a importância do trabalho de inteligência dos órgãos de segurança pública. Mais do que um flagrante, a ação de inteligência em conjunto, os esforços conduzidos e direcionados, o apoio mútuo entre as organizações e a construção de inquéritos sólidos tornaram essa condenação possível.

Assim percebemos que quando as forças públicas, guiadas por líderes sérios e competentes, com objetivos e ideias concisos, se unem, a possibilidade de resultados positivos é mais do que possíveis.

Ainda que recentemente as más notícias tenham sido a tônica de processos e situações sociais onde os criminosos são beneficiados, o cidadão lesado, e aparentemente a lei está a favor do bandido, não podemos perder a fé.

Não podemos deixar de acreditar que é possível construir uma sociedade mais segura. Não podemos deixar de acreditar no bem, nas pessoas que procuram agir de forma moral e correta.

Ainda que a justiça, de Brasília e de outras instâncias não seja digna de confiabilidade. Ainda que existam no MP, PF, PM e na PC homens com intuito corruptivo, temos que cooperar, de ser crentes, de incentivar e apoiar aqueles que têm objetivo de fazer o sistema correr de forma moral e legal e assim combaterem a criminalidade que se estende por todos os setores.

Para aqueles que não acreditam nesse enfrentamento, nessa condução a operação Macaco Prego provou que é possível se promover ações desse calibre, lisura e impacto social.

Segundo o promotor, mais prisões devem acontecer no desenrolar dessa operação, agora criminosos com representatividade inferior na hierarquia do crime serão o alvo e esperamos que como os patrões, os operários do crime também terminem atrás das grades, sendo mais manchetes positivas da ação daqueles que se comprometem em buscar o cumprimento da lei, promovendo uma sociedade mais segura, combatendo a criminalidade.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas