Conecte-se conosco

Acidente

Mulher morre após sofrer acidente durante treino funcional

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Na cidade de Linhares no estado do Espírito Santo, uma mulher de 47 anos morreu depois de sofrer um acidente em uma academia, durante um treino funcional.

A vítima identificada como Duda Vervloet, chegou a passar 17 dias internada após sofrer uma lesão na coluna. Contudo no último sábado, 6 de março, não resistiu e veio a óbito.


O caso curioso agora segue sendo investigado pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF).

De acordo com informações de testemunhas, a vítima teria lesionado a coluna ao cair de uma caixa de madeira durante um exercício.

O proprietário do estabelecimento, identificado como Ricardo Smarzaro, é médico ortopedista, e relatou que quando a vítima sofreu a queda, bateu a cabeça no chão e uma vértebra saiu do lugar.

Segundo o médico, Duda sentiu fortes dores e imediatamente perdeu a sensibilidade.

“Na hora, ela perdeu sensibilidade, o movimento das pernas, e estava sentindo muita dor nos braços. Depois, ela começou a ter um pouco mais de edema por causa do choque e perdeu um pouco dos movimentos das mãos”, disse Smarzaro.

Após  ser socorrida, Duda ficou internada em um hospital particular de Linhares e passou por uma cirurgia no dia 22 de fevereiro, mas o quadro de saúde piorou e ela continuou na UTI.

Smarzaro informou que no pós-operatório imediato, Duda apresentou melhora na sensibilidade. Contudo, o que aconteceu depois da cirurgia ainda é um caso desconhecido pelos médicos.

“Até hoje estamos buscando uma resposta, porque nenhum dos médicos soube explicar o que aconteceu com ela. Ela teve uma complicação respiratória e vascular tão grande que levou ela à UTI após a cirurgia”, explicou.

A família da vítima não quis se manifestar sobre o caso. O CREF informou que vai abrir uma sindicância para apurar a conduta ético profissional dos envolvidos.

Fonte: Com informações G1

Foto: reprodução TV Gazeta

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas