Conecte-se conosco

Câmara Municipal de Nova Serrana

Vereadores pedem que decisão sobre pedido de cassação aguarde reunião interna com jurídico do legislativo

Avatar

Publicados

em

O pedido de cassação dos seis vereadores afastados pela operação kobold não foi deliberado para o plenário para aceitação da possível abertura do processo na última reunião do legislativo municipal, realizado na terça-feira dia 26 de novembro.

A proposta feita pelo prefeito Euzebio Lago, como presidente do partido MDB, deixou de ser apresentada após a presidência receber uma solicitação oficial feita pelo vereador Ricardo Tobias (PSDB), e ser assinada por diversos vereadores da casa.

Segundo considerou Ricardo, antes que seja deliberado os pareceres e acatada ou não a denúncia para abertura de um processo, os edis precisam de uma reunião com o jurídico da casa para se inteirarem com mais propriedade sobre a pauta.

“Eu gostaria de pedir que o projeto não fosse colocado hoje e que fosse feita uma reunião de todos os vereador e do jurídico da casa para que possamos entender melhor a situação”.

O pedido foi ainda endossado pelo vereador Chiquinho do Planalto que considerou “os vereadores afastados não foram julgados e um processo de cassação não pode ser feito assim sem um embasamento, então precisamos ter um melhor conhecimento sobre o assunto para que uma decisão seja efetivamente tomada e tenhamos segurança sobre os passos tomados”. Disse Chiquinho.

Por sua vez a presidente da cassa solicitou que fosse apresentado pelos edis um ofício assinado pelos vereadores que concordavam com a reunião e afirmou que a sociedade e os juristas estão todos convidados a participarem dessa análise, para que seja concluído que tudo está sendo feito dentro da lei.

“Não somente vamos realizar essa reunião como também convido a todos os advogados, principalmente os membros da OAB a participarem desse processo e acompanharem de perto o que está sendo feito, para que seja constatado se as coisas estão sendo feitas efetivamente dentro da lei”.

Por fim a presidente salientou que será marcada a data e noticiada oficialmente quanto a realização da reunião, onde os membros poderão participar acompanhando os passos, tendo conhecimento e até manifestando oficialmente sua posição sobre os fatos e pedido que tramita na casa.

Mais lidas