Conecte-se conosco

Colunistas

Tempo é todo aquele que temos!

Léo Junqueira

Publicados

em

O tempo está transformando as conversas em todo o país num estranho desencontro de opiniões.

Jair Bolsonaro fez sua primeira viagem ao exterior… E já era tempo! Mas foi criticado por usar apenas 6 minutos dos 40 que lhe foram permitidos para falar da política brasileira no cenário internacional.

No meu entender foi o tempo suficiente para conseguir 80 bilhões de dólares em investimentos para o Brasil. O tempo dedicado ou perdido, como querem algumas pessoas, mostrou que não é sinônimo de milagres, mas ensina muitas coisas.

Bolsonaro está com menos de 30 dias no governo e cobram soluções, que em 4 anos não acontecerão, com toda a certeza. Mais uma vez o tempo é a vedete do momento, quando a compreensão diverge da razão.

Talvez esse seja o momento para outras avaliações do momento político que vivemos, como por exemplo, de prefeitos que assumiram seus mandatos e justificam suas incompetências pela falta de tempo.

Na verdade, o tempo é um “dos deuses mais lindos”, como diz Caetano Veloso em uma de suas músicas. Mas é o menos compreendido pela classe política. O tempo é inimigo de quem quer produzir e amigo de quem não tem compromisso.

Nova Serrana vive a dúvida sobre o que nosso prefeito fará com o tempo que lhe resta, porque o tempo está acabando. Acompanhamos as críticas e elogios à sua gestão, mas não tivemos tempo de avaliar motivos para tantos erros. Nosso tempo foi usado para cobrar suas promessas e pouco fizemos para mostrar o que podemos fazer por nossa cidade.

Acidentes nas ruas e vias são culpa do tempo corrido e a pressa de chegar a algum destino, que nunca sairia do seu lugar. O tempo não passa para a população que fica sem água nos finais de semana “faz tempos”.

A prefeitura não teve tempo ou recursos para resolver o problema de uma ponte que caiu, mas teve tempo para remanejar cargos de seus funcionários comissionados.

Assim como Bolsonaro, temos um problema com o tempo em nossa cidade. Bolsonaro não teve tempo de começar sua gestão. Nosso prefeito perdeu o tempo que tinha para resolver os nossos. E assim se vão os dias perdidos num tempo complicado para todos.

A imprensa não pode perder tempo para levar as notícias “em tempo” a todos que querem a informação, mas não encontra representantes com tempo para explicar algumas atitudes equivocadas pelo tempo perdido.

Sendo assim, meus amigos, temos pouco desta preciosidade que é o tempo. Ainda podemos refletir sobre o que faremos com o tempo que temos, porque ele ainda pode ser bom e bem-vindo nas decisões e escolhas que faremos num futuro próximo.

Nova Serrana está a frente do nosso tempo, pois é uma cidade com compromissos bem definidos para seu desenvolvimento. Mas, o que o tempo tem a ver com isso? Na verdade, nada e ao mesmo tempo tudo. Podemos fazer o tempo passar ou ficar um pouco melhor… Ainda temos tempo para isso!

LEONARDO VELOSO JUNQUEIRA é daqueles publicitários da época romântica, quando a comunicação ainda era feita com base no talento criativo. Foi sócio fundador da Insight Comunicação durante 22 anos prestando serviços de comunicação e marketing a grandes empresas, como Pastifício Santa Amália, Riclan (fabricante do Pircóptero e drops Freegell’s), Cera Inglesa, Calçados Jacob (Kildere), Café Brasil, Balas Santa Rita entre outras grandes empresas que fizeram histórias de sucesso. Trabalhou em grandes agências de publicidade em Minas e na área política, como publicitário, assessorou as prefeituras de Uberlândia, Varginha e Divinópolis além de desenvolver e coordenar inúmeras campanhas políticas, das quais destacamos a eleição de Zaire Rezende (Uberlândia), Maurinho Teixeira (Varginha), Paulo Tadeu (Poços de Caldas), Galileu Teixeira (Divinópolis), Paulo César (Nova Serrana), Toninho André (São Gonçalo do Pará) além de vários deputados estaduais e federais. Léo Junqueira é consultor de marketing, compositor, violeiro, escritor e colunista do Jornal O Popular

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas