Conecte-se conosco

Calçados

Sindinova reativa CPN promove Rodada de Negócios e gera R$ 260 mil em vendas no polo calçadista

Avatar

Publicados

em

Em tempos de pandemia de coronavírus, buscar novas estratégias de venda e relações com os clientes é fundamental para aquecimento da economia e promover a retomada comercial. Ciente da necessidade o Sindicato da Industria Intermunicipal Calçadista (Sindinova) promoveu entre os dias 13 e 15 de julho, o retorno do Centro de Promoção de Negócios (CPN) esteve mais de três meses sem atendimento.

A ação foi considerada um sucesso pelo Sindinova, sendo promovidos ao todo, 59 atendimentos entre as linhas feminina e masculina, adulto e infantil, gerando assim a venda de aproximadamente 12.300 pares de calçados e que contabilizaram aproximadamente de R$ 261 mil.

Conforme informado pelo sindicato, fabricantes de todos os segmentos de calçados estiveram no Sindinova para comercializar seus produtos. As rodadas de negócios retornaram com as lojas Planeta Jeans, do Paraná.

De olho no mercado para o final do ano, e preocupado com o cenário causado pela pandemia, o gerente comercial da loja, Humberto Máximo, veio antecipar as compras de Natal, para evitar o desabastecimento e surpresas no período de maior rentabilidade do varejo.

“Sabemos que muitas fábricas reduziram a quantidade produtiva e acho que pode comprometer o Natal por falta de produto. Embora, não estamos comprando a mesma quantidade como no ano passado, estamos comprando uma quantidade segura para não deixar que falte tanto produto, caso volte o fluxo de movimento”, afirmou Máximo.

O empresário possui três lojas físicas no interior do Paraná e diz que cerca de 60% a 70% das compras são de tênis. “Não é um produto tão sazonal, então a gente consegue vender neste período e, caso não tenha um bom resultado nas vendas agora, conseguimos comercializar no decorrer do tempo. É um produto que vende o ano inteiro”, assegurou.

Retorno da produção e otimismo

Quanto as perspectivas da indústria, após um primeiro semestre complicado par todos os setores, o Sindinova aponta que os empresários de Nova Serrana estão otimistas com o retorno das vendas.

Segundo o Sindinova, 60% das fábricas de Nova Serrana já voltaram com sua produção, mesmo que de forma gradual. Para a vendedora comercial, Sirley Lopes do Couto, a expectativa é que as lojas abram e o comércio volte a funcionar.

“Estamos focados e com pensamentos positivos, torcendo para que agora as coisas comecem a andar de vez. Chega de comércio parado, as pessoas em casa, tudo tem que voltar a funcionar normalmente. A gente espera que os clientes voltem. Esta semana mesmo começou muito boa. Hoje, por exemplo, estou com quatro clientes para atender. Está melhorando, estamos sentindo isso”, ressaltou otimista a vendedora.

Neste período, a maioria dos estados esteve com as lojas físicas fechadas para evitar a contaminação das pessoas pelo vírus e muitas vendas foram feitas on-line. Com os estoques dos calçados em baixa, outros lojistas também já agendaram participação no CPN.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais lidas