Conecte-se conosco

Economia

Prefeitura de Nova Serrana efetiva novo plano de carreira dos servidores municipais

Avatar

Publicados

em

A prefeitura de Nova Serrana anunciou mais uma ação tomada pela administração no município, contudo essa não é uma obra e sim uma medida que terá impacto sobre os servidores municipais.

De acordo com as informações repassadas, o governo municipal de Nova Serrana efetivou na folha de pagamento do mês de abril a revisão do plano de carreira do quadro de apoio da Educação e servidores das secretarias de Obras, Saúde e Administração efetivos.

Conforme considerado pela administração, “trata-se de mais uma ação de respeito e valorização dos servidores públicos que há anos, não tinham seus vencimentos corrigidos nem recebiam as promoções e progressões que lhes eram de direito”.

A prefeitura informou que o novo plano de carreira foi efetivado “após intenso trabalho da secretaria de Administração foi criada uma tabela para contemplar todos os servidores, uma vez que o plano de carreira não tinha regras claras sobre o ingresso do servidor nas promoções e progressões”.

Ainda segundo apontado, “também foi incluído o benefício do Trintenário, que é a inclusão de 10% no vencimento do servidor que completar 30 anos de serviço público, bem como o retorno do quinquênio, que foi abolido em Nova Serrana em 2015”.

Na ação tomada pela administração, conforme informado, foi reenquadrado nos novos quadros do funcionalismo público todo o pessoal de apoio da educação e servidores efetivos das secretarias de Obras, Saúde e Administração, e ainda os servidores contratados da Educação, que tiveram seus contratos prorrogados até o dia 31 de maio.

Além disso, por determinação do prefeito Euzebio Lago, o prazo da licença maternidade e paternidade foram ampliados, passando de quatro para seis meses a licença maternidade e de oito para 20 dias a licença paternidade.

Para o prefeito Euzebio Lago, mesmo diante de dificuldades reais, como a pandemia, o governo municipal não se acovardou. “A pandemia tirou o chão de todas as esferas do governo. As dificuldades financeiras são reais: queda na arrecadação, falta de repasses, enfim, todas as receitas da prefeitura caíram. O auxilio emergencial para os municípios ainda não foi aprovado pela Câmara Federal nem sancionada pelo presidente. Em 2018, já sofremos com os atrasos nos repasses por parte do governo estadual e honramos todos os nossos compromissos. Dessa vez não será diferente e essa adequação no plano de carreira dos servidores mostra bem nossa coragem, responsabilidade e valorização dos servidores públicos”.

Foto: Imagem Ilustrativa

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

JORNAL O POPULAR – A NOTÍCIA COM DEVE SER

Mais lidas