Conecte-se conosco

Colunistas

Política é coisa séria!

Lucas Couto

Publicados

em

O estereótipo do político é um homem de meia idade, cabelos grisalhos, um terno em alguma tonalidade escura, uma gravata beirando o vermelho e expressões faciais que passam a ideia de uma pessoa forte e bem sucedida, mesmo o semblante estando cansado.

Não que isso seja fundamental para ser um político, ou que a aparência os qualifique para tal, mas a imagem que temos do político tradicional, dentro de suas vestimentas sociais, reforça a seriedade e a responsabilidade que a função exige.

Atualmente, temos visto diversos aventureiros buscando desbravar este velho mundo, o que deveria ser uma coisa boa, já que os caciques dominantes neste território, não estão comprometidos com suas funções de estabelecer a ordem e garantir o básico para que uma sociedade desenvolva, segurança, saúde e educação.

Porém, uma parte desses aventureiros, não são parte da rede de renovação que vem surgindo a algum tempo. Parte desses, são reflexos dos velhos caciques, com uma repaginação visual. Muitos não se dão nem ao trabalho de criar um novo discurso, e preferem repetir a estratégia daqueles que entraram no poder com a intenção de se estabelecerem e pendurar pelo resto de suas vidas.

Discursos populistas, o uso do dinheiro para ganhar popularidade, assistencialismo como forma de ganhar a confiança do povo e a falta de um projeto para resolver os problemas do país.

Política é coisa séria, os problemas do Brasil chegaram a esse nível pela falta de seriedade e comprometimento dos políticos e da população em abrir mão de fiscalizar os representantes públicos.

Não podemos olhar o político como um balcão de negócios, que ganhará seu voto caso contribua para alguma demanda de interesse pessoal nosso. Políticos devem resolver problemas em uma perspectiva ampla, deixando de lado seu lado altruísta. Assistencialismo é responsabilidade de doações e voluntarismo de pessoas e empresas e não de políticos, que usam desse artifícios para comprarem votos de eleitores que inconscientes associam esse político à uma pessoa que irá resolver os problemas do Brasil.

Quer saber se um novo rosto da política tem seriedade, comprometimento e qualidades que o permita ser um bom parlamentar ou gestor? Pergunte-o de suas propostas. Se as respostas forem genéricas como melhorar a educação, segurança,  saúde e combater a corrupção, saiba que isso é um indício de que ele não possui soluções para resolver os problemas por ele apontados.

É claro que combater a corrupção e melhorar os setores básicos da sociedade são prioridade no Brasil, porém, isso são fins, e para chegar a esses fins, é preciso meios, e esses meios são desconhecidos pela grande maioria dos candidatos.

Se você está à deriva em alto mar, você sabe que precisa alcançar terra firme, isso é óbvio, mas como você irá alcançar  esse objetivo é o meio que irá salvar a sua vida. Assim é a política. Todos sabemos o que precisa melhorar, mas poucos sabem como fazer.

Política é coisa séria, não escolha rostos conhecidos ou altruístas, escolha pessoas que apresentam propostas alcançáveis para resolver os problemas sociais.

* Lucas Couto - Empreendedor, acadêmico em engenharia civil, coordenador do movimento Livres e defensor da liberdade e da redução da máquina pública.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas