Conecte-se conosco

Minas

Polícia prende homem que furtou 319 doses de vacina contra a Covid-19 em Montes Claros

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

A Polícia Militar prendeu na tarde de segunda-feira, 19 de abril, um homem de 30 anos suspeito de furtar de uma unidade básica de saúde de Montes Claros, no Norte de Minas, 319 doses de vacina contra a Covid-19. Sua intenção era vender os insumos, mas como não conseguiu, tentou devolvê-los.


O crime aconteceu na madrugada do último sábado (17) no bairro Independência, porém, só foi descoberto na manhã desta segunda. Conforme uma funcionária contou à polícia, ela chegou para trabalhar quando percebeu a falta de uma caixa com os imunizantes, que são da marca Coronavac, além de algumas seringas. A sala onde ficam os insumos estava com a fechadura arrombada.

Em contato com a empresa se segurança que vigia o estabelecimento, a mesma informou que por volta das 2h30 de sábado verificou que o alarme disparou. Uma equipe foi até lá, fez uma ronda e averiguou que não havia nada anormal.

Após levantamentos junto ao setor de inteligência da PM, o homem foi identificado e localizado no mesmo bairro. Ele disse que na semana passada foi ao centro de saúde fazer um tratamento dentário, e na oportunidade, viu onde ficavam as vacinas. Na ocasião do delito, ele pulou um muro e arrombou a porta.

Segundo o tenente Rabelo, o suspeito tentou vender os imunizantes, mas sem sucesso. “Foi levantado que ele subtraiu essas doses de vacina e saiu oferecendo naquela região. Ele estava com o intuito de comercializar. Pelo que foi colhido, por não ter conseguido vender essas vacinas, ele foi lá no domingo, de acordo com ele mesmo, tornou a entrar no posto e devolveu 219 doses. O restante, esse material que foi encontrado, ele jogou em um lote, na rua Jamaica, no mesmo bairro”, contou o militar.

O caso será encaminhado à Polícia Federal. O homem de 30 anos possui 11 passagens pela polícia, pelos crimes de ingresso ilegal em estabelecimento prisional, ameaça, lesão corporal, roubo e tráfico de drogas. Atualmente, ele estava em prisão domiciliar.

Em nota, a prefeitura de Montes Claros informou que todas as doses foram recuperadas e serão devolvidas ao governo. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) deve apurar se as vacinas ainda podem ser aplicadas, já que ficaram por horas foram da temperatura adequada.

“A prefeitura informa que vai apurar possíveis responsabilidades internas a partir do resultado das investigações das autoridades policiais e seguirá com a segurança reforçada nas unidades de saúde para garantir que acontecimentos semelhantes não se repitam”, disse.

Fonte: por Gabriel Moraes –  O Tempo

Foto: Divulgação PM

Mais lidas