Conecte-se conosco

Policial

Polícia desarticula quadrilha acusada de arrombamentos a casas lotéricas e um dos suspeitos residia em Nova serrana

Avatar

Publicados

em

Um dos suspeitos residia em Nova Serrana e tinha um cofre de 300 kg em sua residência

A Polícia Civil desarticulou uma quadrilha especializada em arrombamentos a casas lotéricas. Parte dos criminosos foram presos em flagrante durante um furto que estava sendo cometido em uma casa lotérica no bairro Milionários, na região do Barreiro em Belo Horizonte.

Segundo informado quatro suspeitos de integrar a quadrilha especializada em arrombamentos de casas lotéricas foram presos. A ação foi realizada pelos policiais da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio, em Belo Horizonte.

Conforme informado no ato do crime foram presos em flagrante os suspeitos identificados como dois homens com idade de 21 e 22 anos. Também foi presa na última quinta-feira, uma mulher com idade de 21 anos.

As prisões ocorreram após serem cumpridas um dia antes, um mandado de busca e de apreensão na casa de um homem, de 50, conhecido como Coroa, na cidade de Itaúna, na região Central do Estado.

Informações iniciais repassadas pela polícia apontam que o “Coroa” seria o líder da quadrilha que atuava nos arrombamentos.

De acordo com as informações, na casa do suspeito, os policiais apreenderam ferramentas, uniformes de segurança, e R$ 900 em dinheiro, além de um adesivo para carros de uma empresa falsa de serviços jornalísticos, usados na prática dos crimes.

O suspeito chegou a ser levado para uma delegacia para ser ouvido. Mas, como não houve flagrante, e não havia mandado de prisão contra ele, o mesmo foi liberado.

Mesmo sabendo que a polícia estava no encalço da quadrilha, da qual faz parte, segundo a polícia, o filho de Coroa, de 21 anos, e mais dois homens e uma mulher tentaram arrombar a lotérica no dia seguinte, no bairro Milionários, mas acabaram presos.

Com eles, foram apreendidos alavancas, alicates para cortar cadeados, pés-de-cabra, furadeiras, lanternas e outros materiais usados para furar paredes e arrombar cofres.

Nova Serrana

Na quinta-feira, após as prisões em Belo Horizonte, os policiais foram à casa de um dos suspeitos em Nova Serrana, onde encontraram um cofre de 300kg com a porta solta.

O preso alegou que havia comprado o cofre para treinar a abertura do mesmo, mas a polícia acredita que o objeto foi levado de alguma lotérica arrombada anteriormente.

 

Fonte: com informações do jornal O Tempo

Foto: Uarlen Valerio / O Tempo

Mais lidas