Conecte-se conosco

Cidadania

Pipoca da inclusão: Nova-serranense cadeirante e fã de Saulo viraliza na web em vídeo atrás do trio em Salvador

Avatar

Publicados

em

Pipoca das cores, dos sabores e amores. Pipoca da diversidade, pipoca da representatividade, da inclusão e da emoção. Para alguns, os adjetivos podem soar exagerados, mas para Ana Paula Duarte, de 27 anos, essa é a tradução do Carnaval 2019.

Fã de Saulo Fernandes há aproximadamente 9 anos, a jovem é protagonista de um dos vídeos mais compartilhados nas redes sociais nesses dois primeiros dias oficiais da festa.

O motivo? Sua alegria atrás do trio em cima de uma cadeira de rodas. Acompanhada de um grupo de amigos, mais especificamente 11, Aninha, como foi carinhosamente chamada por Saulo de cima do trio, contagiou os foliões da pipoca do artista ao mostrar que para curtir o Carnaval de Salvador basta ter vontade.

Em entrevista ao bahia.ba, a jovem revelou que a ideia de criar o bloquinho veio dos amigos. “Eu acompanhava Saulo no trio de apoio dos blocos, mas sempre soube que o melhor lugar seria o chão. Com o surgimento da pipoca, minha amiga sugeriu que fizéssemos o bloco para que eu pudesse continuar na folia”, disse.

Para Jéssica Galvão, amiga de Ana e uma das criadoras do bloco, o momento é de realização, tanto para o grupo, quanto para Ana. “No bloco da Ana tem gente de cada cantinho desse Brasil que se conheceu por causa de Saulo! No carnaval a gente se junta, se protege e ajuda a realizar esse sonho dela!”, contou ao site.

O momento foi compartilhado por Saulo em seu perfil oficial, com elogios ao grupo de fãs. “Sonho, sonho e sonho…Minha Aninha e nossos amores! Vocês me ensinam muito! AMMMOOOORRR Gratidão!”, escreveu o artista. Com a viralização do vídeo publicado por Jéssica nas redes sociais, a amiga afirma que recebeu diversas mensagens perguntando como era possível proporcionar a um cadeirante a experiência de estar em uma pipoca em meio ao carnaval de Salvador.

“Depois que o vídeo que fiz viralizou, muita gente se identificou com a situação e me perguntou como é essa experiência de andar com cadeirante na folia. É possível! Na pipoca de Saulo tem amor, todo mundo se respeita e se cuida. Às vezes a coisa aperta, mas nada que os ‘cordeiros-amigos’ não resolvam! É sempre incrível”, garantiu.

Aninha espera que o momento inspire outros fãs a irem atrás do trio. Para a jovem a repercussão do vídeo pode trazer ainda mais cadeirantes as ruas. “Fiquei muito feliz! Espero que incentive outras pessoas a buscarem e realizarem seus sonhos”, disse Ana que ainda confirmou mais uma edição do Bloquinho da Diva para 2020.

E e como já dizia Antonio Pires e Armando Macedo: “À pé ou de caminhão, não pode faltar a fé, o carnaval vai passar”. No caso de Aninha, à pé, de caminhão ou em uma cadeira de rodas, o importante é não deixar a alegria, a emoção e a magia da folia momesca acabar. Por isso chame gente e vá para a avenida!

Veja o vídeo

 

Foto: Jéssica Galvão/ Arquivo Pessoal

Fonte: Bahia.BA

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas