Conecte-se conosco

Abuso Sexual

Pastor é preso por abuso dentro de ônibus e diz que ‘caiu em tentação’

Avatar

Publicados

em

Um pastor de 59 anos foi preso na madrugada de quarta-feira, 21 de outubro por importunação sexual. A vítima, de 39, era passageira de um ônibus que seguia de Vitória (ES) para Belo Horizonte.
Ao saber do ocorrido, o motorista acionou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-262, em Rio Casca, na Região Central de Minas Gerais.
“A vítima relatou que, enquanto ela dormia, o passageiro ao lado colocou as mãos dentro de sua calça, fazendo movimentos fortes. Ela foi acordada com o ato do homem e acionou o motorista, que parou no posto da PRF”, informou a instituição.
Ao ser questionado pelos policiais, o passageiro se apresentou como pastor e ainda se justificou dizendo que estava dormindo e “sonhou”.  “Porém, depois admitiu que cometeu o ato libidinoso não consensual para satisfação pessoal. Ele tentou se justificar dizendo que ‘estava há 20 anos sem uma mulher e por isso caiu em tentação’”, disse a PRF.
A vítima e o homem foram levados para a Delegacia de Ponte Nova. No início da tarde, a Polícia Civil informou que a prisão em flagrante do suspeito foi ratificado pelo delegado e o homem foi encaminhado ao sistema prisional.
Conforme o artigo 215-A da Lei nº 13.718, de 24 de setembro de 2018, o crime de importunação sexual é classificado pelo ato de “praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. A pena varia de um a cinco anos de prisão, “se o ato não constitui crime mais grave”.
Fonte: por Cristiane Silva –  EM
Foto Divulgação PRF

Mais lidas