Conecte-se conosco

Infra-estrutura

Passarela improvisada em obra da prefeitura coloca populares em risco

Avatar

Publicados

em

A obra orçada em R$ 280 mil, será entregue até o fim de agosto e segundo a prefeitura placas de sinalização da obra, com dados obrigatórios por lei serão fixadas na próxima semana

A prefeitura de Nova Serrana vem noticiando nos últimos dias a realização da obra da ponte que foi levada com as curvas de 2017, na rua Vereador Lelis Camilo Preto. A obra que foi amplamente divulgada durante essa semana, no entanto tem causado apreensão em populares e em vereadores de Nova Serrana.

Segundo denúncia recebida por este Popular a obra estaria contrariando critérios estabelecidos por lei, no que tange a segurança e transparência de informações.

Conforme pontuado por um denunciante que se identificou como engenheiro civil, a preocupação com a segurança e eficácia do projeto deve ser levada em conta.

Comprometida pelas intensas chuvas em dezembro de 2017, a ponte da rua Vereador Lélis Camilo, no bairro Jardim do Lago, já está sendo recuperada pela prefeitura. “Não quero me identificar, mas afirmo que sou engenheiro, estão fazendo uma obra absurda na rua Lélis Camilo. A obra não tem placa com número do contrato, não tem valor de execução, numero do registro e nome do engenheiro responsável, numero da ART” disse o denunciante.

Ainda abordado a construção, o denunciante afirmou que conforme estipula a legislação o nome do responsável da obra deveria estar explicito no local e ainda questiona o que parece ser o reaproveitamento da estrutura. “O nome deveria estar explicito para todo mundo ver, afinal, caso aconteça algum problema com a obra quem é o técnico responsável. Não vi o projeto e como não tem número de registro nem sabemos se o mesmo existe. A impressão que me da é que estão reaproveitando a ponte que caiu, porém as ferragens estão expostas, podem apresentar ferrugem e comprometer a condição da estrutura, estão colocando um gabião e não sabemos se será eficiente, não se sabe se tem algum estudo para a realização nesse padrão”, afirmou o denunciante.

Por fim o cidadão que fez contato com esse Popular ponderou que a prefeitura está colocando a vida da população em risco, com uma passarela improvisada no local. “Acabei de passar aqui na obra, tem uma passarela que é uma verdadeira armadilha, não tem nenhuma segurança para crianças, para pedestres, eu mesmo passei no local percebi que e passarela balança, o risco de alguém cair dali é eminente e ninguém vai ser responsabilizado caso isso aconteça, afinal a obra não tem nenhuma informação de responsável e registro”, finalizou o denunciante.

Passarela

Nossa reportagem esteve no local e conferiu de perto a situação da passarela denunciada, a falta de sinalização e solicitou por parte do executivo, esclarecimentos sobre a realização da obra que vem sendo amplamente divulgada nas redes sociais, anúncios institucionais e no site da administração municipal.

As irregularidades são percebidas por quaisquer leigos que chegam ao local, afinal a travessia não conta com sinalização, corrimão, piso inadequado por haver desníveis, dentes entre as placas de madeirite, além de peças de madeiras com tamanhos, formas e fixação irregulares.

Contudo aos olhos da prefeitura de Nova Serrana não existe irregularidade quanto a travessia de pedestres e a passarela improvisada no local. Ao ser questionado sobre a condição da passarela o executivo por meio da comunicação informou em nota que passarela “segue todos os critérios de segurança”, informou o executivo.

 Descumprimento de legislação

As ponderações quanto à transparência da obra vem de encontro ao artigo 16º da Lei Federal nº 5.194/66, que obriga a visibilidade de informações como o nome do profissional responsável e o número da Anotação de Responsabilidade Técnica ART.

A obra em questão mesmo que esteja em fase avançada como informado pelo executivo na divulgação feita pelo site onde pondera que “as obras de drenagem foram concluídas e a segunda etapa da obra já começou”, ainda não foi afixada a sinalização estabelecida por leio e cobrada por vereadores na Câmara de Nova Serrana.

Ciente da irregularidade a prefeitura informou que “a placa desta obra, bem como de todas as outras em execução, serão instaladas na próxima semana”. Explicou a prefeitura

Contudo o executivo por meio do setor de comunicação pontuou informações importantes como o registro e valor da obra. “Essa obra é assinada pelo secretário de Obras, Hedy Wilson, com registro no CREA-MG 161862/D, a expectativa desta gestão é que a obra seja entregue no final de agosto deste ano”. Pontuou o executivo.

Por fim a prefeitura confirmou o valor da obra e afirmou que a antiga estrutura da ponta está sim sendo reaproveitada. “A estrutura da ponte não foi comprometida e será reaproveitada, ela está sendo executada com recursos próprios do município na ordem de R$280mil”. Pontuou.

Explicação sobre a demora em execução da obra

A ponte foi comprometida com as chuvas que atingiram Nova Serrana nos meses de novembro e dezembro de 2017, e um atraso quanto ao inicio e execução da reconstrução da ponte foi questionado por vereadores e populares de Nova Serrana.

Contudo o prefeito Euzebio Lago, explicou que a obra atrasou, pois eram aguardados recursos federais para a execução, o que de fato não aconteceu. “Tão logo o fato aconteceu, procuramos o Governo Federal que inseriu Nova Serrana em um Decreto para liberação de recursos para obras de emergência. Não realizamos a obra antes porque havia a possibilidade de repasse por parte do Governo. Isso é responsabilidade com o dinheiro público. Entretanto, nenhuma das 14 cidades listadas no Decreto recebeu o repasse e nós decidimos fazer com nossos próprios recursos”, finalizou o prefeito Euzebio Lago.

Mais lidas