Conecte-se conosco

Editorial

O que se tem a ganhar? o que se pode perder!

Publicados

em

Começou o ano de 2018, carnaval já passou, e o brasileiro já caiu na real de que esse será mais um ano duro de se viver. Um ajuste salarial abaixo do que o trabalhador merece, saúde, educação, segurança, e pra variar o solo lunar se faz presente em todas as cidades onde a chuva transformou as ruas em um exemplo de uma planície lunar.

O Brasileiro já está se deparando com a realidade de que Neymar talvez não é o cara que trará o hexa para o Brasil, já assumiu o fato de que o exército é última esperança para que em determinados lugares a criminalidade seja pelo menos combatida.

Na política, nós brasileiros já estamos preparados para nos depararmos  com o fato de que  teremos mais um ano repleto do mesmo, com promessas eleitoreiras, políticos corruptos sendo inocentados e pleiteando um lugar nos altos tronos eleitorais brasileiros.

A velha política inclusive se faz mais presente do que nunca. A velha forma assistencialista de promover um trabalho eleitoral é tão presente quanto nos tempos do coronelismo, e se você duvida disso, basta olhar para Nova Serrana, ou melhor basta ler atentamente os próximos parágrafos que você vai entender.

Hoje caro leitor, temos um deputado federal e um deputado estadual em nossa cidade. Hoje temos Jaime Martins e Fábio Avelar, e com todas as criticas que possam receber, temos que avalizar o fato de que ambos trouxeram recursos para a cidade.

Jaime faz parte da figura da tradição, da família que é dona da metade da cidade, que prospera como político e como empresário, que se torna importante por transitar em todos os setores, por construir alianças e por ter seu nome solidificado a ponto de hoje ser um forte nome para uma composição para o governo de Minas.

Já Fábio, iniciou sua carreira como vice-prefeito, porém teve seu nome preparado por promover uma política assistencialista a equipes e atletas de toda a região.

Estes são nomes solidificados na cidade, porém seus partidos a exemplo do que vem acontecendo em todo o Brasil estão desesperados por novos nomes por pessoas que não tenham envolvimento político, por pessoas que tenham um mínimo de condição de arrancar alguns votos por terem uma conduta social de boa fé.

Quando se olha para Nova Serrana se tem então a notícia de que o PTdoB, fez um convite formal ao empresário Marcos Fonseca. Ai que está a questão senhores, uma dobradinha entre Fábio e Marcos Fonseca é no mínimo algo bizarro e retrógrado quanto ao que se entende de política moderna.

Vejamos por exemplo qual foi a atuação política de Marcos Fonseca. O empresário vem praticando uma política oportunista e assistencialista, canta de galo com situações que expõe a fragilidade de famílias de Nova Serrana, e afirma ser o responsável por questões como a transferência de pacientes de leitos, e ações de infraestrutura.

O empresário que nem ao menos conseguiu definir um posicionamento político surge apenas como um nome que usou as mídias sociais para falar bonito e nada eficientemente foi produzido, e para falar a verdade nem ao menos experiência política o mesmo tem, afinal, transitou com políticos em todas as frentes e não construiu um trabalho de base sólida em nenhuma delas.

Seu capital é o que mais alimenta a possibilidade política afinal, poderá construir sua campanha sem investimento partidário, porém não carrega consigo nem ao menos uma vitória como vereador, sendo ele apenas um rostinho que hoje faz barulho, mas pelo qual muitos acreditam ser apenas uma bala de festim.

Do outro lado Fábio tem uma postura política de se aliar as forças que o promovem, hoje é um declarado aliado de Euzebio, em tempos passados estava com Joel, e se construísse algo com Marcos Fonseca, mostraria que não é um político de personalidade e sim apenas de oportunismo.

De forma geral essa bizarra dobradinha política não teria nada de benéfico para o cenário político de Nova Serrana, mais ainda para ambos nada se teria a ganhar, e muito se teria a perder, afinal, Marcos agrediu com sua assessoria os princípios e programas políticos de Fábio, que por sua vez estaria alimentando uma cobra que possivelmente tentaria em um futuro próximo, lhe dar um bote, seguido com um abraço de jiboia, com o objetivo de matar enforcado o cara que não é seu aliado e sim seu verdadeiro adversário.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas