Conecte-se conosco

Calçados

Nova Serrana registra recuperação com segundo mês seguido com saldo positivo em geração de empregos

Avatar

Publicados

em

O Município de Nova Serrana segue na recuperação após os meses mais crônicos da pandemia de coronavírus. Mesmo com o mercado ainda instável, a economia municipal dá seus primeiros passos para a recuperação e pelo segundo mês consecutivo, em agosto registrou saldo positivo de geração de empregos.

Conforme os dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), no mês de agosto a Capital do Calçado contabilizou 1.461 contratações, 648 desligamentos, obtendo assim o saldo positivo de 813 novos postos de empregos gerados.

A cidade segue em uma crescente, tendo em vista que no mês de julho, o Caged apontou que o município contabilizou 1.067 contratações, 791 demissões tendo o saldo positivo de 276 postos de empregos gerados.

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE NOVA SERRANA AQUI NO JORNAL O POPULAR

Os dados divulgados pelo Governo Federal apontam que o mês de agosto foi o terceiro quanto a abertura de novas vagas de emprego deste ano, ficando atrás apenas de janeiro e fevereiro, meses que obtiveram o saldo de 879 e 1.642, respectivamente.

Resposta a crise

Os resultados positivos nos meses de julho e principalmente agosto, mostram a grandeza e força produtiva do município de Nova Serrana na perspectiva do secretário Municipal de Indústria e Comércio, Marco Aurélio Lacerda.

“Nova Serrana mostra a sua grandeza e capacidade de se reerguer diante dos cenários mais adversos possíveis como uma pandemia por exemplo”.

Segundo o secretário, “desde meados de março quando tivemos ousadia para tomar as decisões necessárias para equacionar os sistemas de saúde, não deixamos de lado a economia e também tivemos ações para apoio aos empreendedores”.

Marco Aurélio considerou que “assim como fomos uma das primeiras cidades a decretarem o lockdown, fomos também uma das primeiras a retomarem gradativamente as atividades econômicas, com isso obtivemos resultados satisfatórios e os números mostram que nossa economia vem retomando aos poucos a sua força”.

De acordo com chefe da pasta de indústria e comércio, os esforços seguirão sendo realizados no intuito de minimizar os impactos negativos causados pela pandemia, na economia municipal.

“Continuamos trabalhando para que sejam minimizados os impactos causados pela pandemia e o principal é a retomada da criação de vagas de emprego que aos poucos estamos rentabilizando”.

Por fim Lacerda ainda considerou que o mérito de retomada é dos empreendedores do município. “Tivemos nossa contribuição mas o grande mérito vem dos empreendedores dessa cidade que sabem enfrentar os desafios e sair vitoriosos de todos eles, assim seguimos com esse elo de retomada”.

Centro-Oeste segue recuperação

O Centro-Oeste Mineiro segue a retomada de Nova Serrana, e as cidades de Divinópolis, Itaúna e Pará de Minas, que juntas são as quatro maiores cidades da região também apresentaram números positivos no mês de agosto.

Segundo o Caged, Divinópolis que é a maior cidade da região registrou no mês de agosto 1.820 contratações, 1.436 demissões, obtendo assim o salto de 384 novos postos de emprego.

Pará de Minas, conforme os dados divulgados gerou também no mês de agosto, 909 registros de contratações, 709 demissões e fechou o mês com o saldo positivo de 200 novas vagas de emprego.

Itaúna por sua vez registrou 986 contratações, 705 demissões, tendo assim o saldo positivo de 281 postos de emprego.

Entre as cidades da região, no total contabilizado em 2020, itaúna é a que apresenta o menor déficit de emprego. No acumulado do ano a cidade contabiliza o saldo negativo de 193 postos de empregos, seguida por Pará de Minas 431.

Divinópolis e Nova Serrana, que são as maiores cidades da região também apresentam o maior déficit de emprego. A Princesa do Oeste registrou no acumulado de 2020 o saldo negativo de 1719 postos, enquanto a capital do calçado acumula neste ano o infeliz déficit de 4379 postos de empregos fechados a mais do que gerados.

 

Mais lidas