Conecte-se conosco

Calçados

Nova Serrana inicia 2021 com crescimento na geração de empregos

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Comparado saldo de contrações no primeiro bimestre de 2021, foi superior ao mesmo período de 2020


O município de Nova Serrana, movido pela indústria calçadista, iniciou o ano de 2021, com números melhores do que os registrados no mesmo período de 2020. Mesmo após ter vivenciado a pandemia, o primeiro bimestre da capital do calçado em 2021 foi mais positivo do que no ano anterior.

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego comparado com o ano de 2020, o primeiro bimestre deste ano gerou 103 postos de emprego a mais. Ao todo foram gerados nos dois primeiro meses de 2021, 2.624 novos postos de trabalho.

Segundo o Caged, em janeiro a capital do calçado contabilizou 1.689 registros de contratação e 632 de demissão, fechando o primeiro mês de 2021 com 1.057 novos postos de saldo.

Já o mês de fevereiro, foram contabilizadas 2.281 contratações formais e 714 demissões, gerando assim um saldo de 1.567 novas contratações.

Vale ressaltar que os dados obtidos em 2020 eram de um mercado ainda sem a projeção da pandemia, que teve seu agravamento a partir de março.

Outro ponto que deve ser observado, é que nos meses de janeiro e fevereiro, de 2021 ainda não haviam sido determinado o lockdown e a Onda Roxa do programa Minas Consciente, o que deve então causar impactos quanto a geração de empregos no próximo relatório do Caged.

Prefeitura acompanha movimentação do mercado

Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helena Sousa, o cenário obtido no primeiro bimestre de 2021 é natural e característico das peculiaridades econômicas de Nova Serrana.

“Em relação aos números do final de 2020, a indústria – maior empregadora em Nova Serrana possui uma característica sazonal, fazendo desligamentos e acertos em outubro, novembro e dezembro de cada ano e muitas contratações em janeiro, fevereiro e março seguinte. Assim, no saldo acumulado nos dois primeiros meses de 2021, Nova Serrana apresentou um balanço positivo de 1.567 postos de empregos formais”.

A secretária ainda ressaltou que a administração tem acompanhado o desenvolvimento econômico, e nesse sentido, trabalhado em parceria com o setor privado a fim de garantir o desenvolvimento das atividades econômicas de todos os setores.

“A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Nova Serrana acompanha de perto essa movimentação e tem trabalhado em conjunto com os empresários a fim de garantir a continuidade das atividades seja ela na indústria, no comércio ou no setor de serviços”. Ponderou Helena.

Centro-oeste

Entre as maiores cidades da Região, Nova Serrana segue como a maior geradora formal de postos de trabalho. De acordo com os dados do Caged, entre as cidades de Nova Serrana, Divinópolis, Itaúna e Pará de Minas, foi aproximadamente 350% maior do que a segunda colocada.

A Capital do calçado contabilizou um saldo positivo de 2.624 novos postos de emprego, seguida por Divinópolis (741), Itaúna (510) e Pará de Minas (427).

Já ao analisar o crescimento de novos postos de emprego, no comparativo com 2020, a capital do calçado foi a que obteve o menor aumento de novos postos de empregos formais.

Os dados apontam que a cidade que teve o maior crescimento no saldo de formação de emprego, no comparativo entre os anos de 2020 e 2021 foi Divinópolis (452), seguida por Itaúna (363), Pará de Minas (241) e Nova Serrana (103).

Foto: Imagem Ilustrativa

Mais lidas