Conecte-se conosco

Câmara Municipal de Nova Serrana

“Não é qualquer Tatu que administra a Câmara Municipal”

Avatar

Publicados

em

Vereadores da oposição fazem duras críticas à gestão de Ricardo Tobias a frente da Câmara Municipal

O clima na Câmara Municipal de Nova Serrana ficou tenso após o presidente da Casa, vereador Ricardo Tobias (MDB), decidir exonerar o segundo assessor dos gabinetes dos edis.

A decisão foi anunciada pelo presidente em reunião realizada na última sexta-feira, 28 de agosto, e os rumores de que até soco na mesa foi dado foram confirmados nas falas dos vereadores em plenário.

Conforme pode ser percebido nos discursos dos vereadores, a decisão desagradou tanto os vereadores da oposição (que foram mais agressivos e incisivos em suas falas), quanto a vereadores da base, sendo que alguns alegaram até mesmo estarem arrependidos de terem votado pela eleição de Ricardo Tobias para presidente da Casa.

Não é qualquer tatu

Cabral (solidariedade) foi o primeiro vereador a tecer suas criticas, e a fazer de forma mais ríspida contra a administração da Câmara. Iniciando suas falas o vereador lembrou das falas de Pr. Giovani Máximo (PSD) em 2017, quando afirmou que qualquer tatu poderia administrar a Casa.

Segundo Cabral, a gestão de Ricardo deixa claro que Pr. Giovani estava errado, afinal o atual presidente estaria demonstrando (de forma pejorativa) que não é qualquer tatu que consegue gerir o legislativo.

“Não é qualquer tatu que da conta de administrar a casa… O presidente não tomou uma decisão, ele vai mostrar, a contabilidade é exata, era para ele estar economizando desde janeiro para fechar o 13º e as férias. Infelizmente o senhor é muito fraco presidente, o senhor não tomou uma decisão desde que foi notificado; a decisão que tomou foi exonerar os assessores, mas é muito fácil, os dele continuam. O que o senhor fez como presidente? Mandou os carros para a prefeitura. Fora isso não fez nada. O senhor não tem capacidade para ficar à frente da presidência. O senhor não sabe de nada, não reúne com a mesa para tomar uma decisão, mas o senhor é bravo se facilitar parte pra cima, mas não é desse jeito não”.

Ditador

Já o vereador Chiquinho do Planalto (PL) direcionou suas falas corroborando com o pensamento de Cabral e afirmou que o presidente vem tomando decisões arbitrárias à frente da casa.

“Na reunião dos vigias o senhor decidiu por mandar embora sem consultar aos demais vereadores. Depois o senhor chamou e falou que se votássemos pela suspensão do salário dos vereadores afastados não seria necessário exonerar os assessores. Eu gostaria que toda reunião na sua sala fosse gravada, para a gente não ter rabo preso e a população saber o que está acontecendo. Tem que ser gravado. Fui à contabilidade e o senhor estava sendo notificado”.

Seguindo Chiquinho chegou a afirmar que a equipe de Ricardo é ruim e ainda afirmou que os vereadores da base estariam com medo de criticar o atual presidente.

A sua equipe foi muito ruim, deixar chegar ao ponto que chegou. Se tivesse programado, falado aos vereadores, o problema é a forma que foi feito, ditador, deu murro em cima da mesa, eu estressei bati a porta mesmo, é a maneira que está sendo feito que não podemos aceitar. Os vereadores da base do prefeito estão com medo de falar, têm que falar aqui agora, é falta de respeito, eu questionei a mesa e ela não foi comunicada. Eu acreditei no senhor, votei no senhor, mas hoje não voto mais.

Mais lidas